Quem somos?

Minha foto
Somos um Ministério de Evangelização de Crianças da Diocese de São José dos Campos desde 1999. Utilizamos como recurso de evangelização o teatro. Também organizamos formações para evangelizadores e catequistas. Estamos sempre a disposição! Precisando é só mandar um mail para cantinhodanjos@gmail.com Vamos levar nossas crianças para Jesus!!

domingo, 30 de abril de 2017

Evangelho de João 14,1-12

Missa de 14 de Maio de 2017
       

5º DOMINGO DA PÁSCOA 
 “NINGUÉM CHEGA AO PAI SENÃO POR MIM”

Leituras
Primeira Leitura: At, 6, 1-7
Salmo: 32,1-2.4-5.18-19
Segunda Leitura: 1Pd, 2,4-9
Evangelho: Jo, 14,1-12

Mensagem Principal
Jesus é a Palavra que se fez carne e que, ao habitar entre nós, tornou-se nossa plena consciência de Verdade, a plenitude de nossa Vida e o Caminho seguro que somos convidados a trilhar para um dia chegarmos à plenitude de Deus. Por isso, alegres o seguimos na certeza do encontro com o Pai.
Fonte: Folheto Nova Aliança

Para ajudar a refletir e entender o evangelho de hoje:

Preparem-se... estamos preparando o alimento espiritual para os preferidos de Jesus: as crianças!

ELE É O CAMINHO, A VERDADE E A VIDA 
“Cesse de perturbar-se o vosso coração. Credes em Deus, credes também em mim” (Jo 14,1). Assim o Evangelho nos comunica o quanto devemos crer e esse exercício de acreditar é um esforço que devemos fazer continuamente em nossas vidas. Jesus nos pede que confiemos n’Ele e na sua verdade; cabe a cada um de nós buscar esta verdade não no mundo, o qual muitas vezes nos traz as suas inverdades. Por isso, caríssimos irmãos e irmãs, é de grande exigência que cada cristão seja autêntico e verdadeiro em suas ações. Temos que sempre nos esforçar no Caminho direcionado por Jesus, pois somente nele encontraremos um direcionamento seguro para as nossas diversidades e em Cristo podemos enveredar nas Verdades que nos trazem a justiça e consequentemente a Vida, que pela misericórdia do Pai sempre encontraremos um lugar seguro para acalmar os nossos corações. Diácono Celso de Magalhães – cooperador paroquial da Paróquia São Francisco de Assis/Jacareí.

MENSAGEM

A catequese desenvolvida pelo autor do Quarto Evangelho, neste diálogo de Jesus com os discípulos, é de uma impressionante densidade teológica. Fundamentalmente, trata-se de uma catequese sobre “o caminho”: o “caminho” que Jesus percorreu e que é o mesmo “caminho” que os discípulos são convidados a percorrer. Vamos tentar esmiuçar o conteúdo e pôr em relevo os pontos fundamentais.
O plano de salvação de Deus passa por estabelecer com os homens uma relação de comunhão, de familiaridade, de amor. Por isso, Jesus veio ao mundo: para tornar os homens “filhos de Deus” (“aos que O receberam, aos que crêem n’Ele, deu-lhes o poder de se tornarem filhos de Deus” – Jo 1,12).
Como é que Jesus concretizou esse projecto? Ele “montou a sua tenda no meio dos homens” (Jo 1,14) e ofereceu aos homens um “caminho” de vida em plenitude: mostrou aos homens, na sua própria pessoa, como é que eles podem ser Homens Novos – isto é, homens que vivem na obediência total aos planos do Pai e no amor aos irmãos. Viver desse jeito é viver numa dinâmica divina, entrar na intimidade do Pai, tornar-se “filho de Deus”.
Na ceia de despedida a que o nosso texto se refere, Jesus sente que está a começar o último acto da missão que o Pai lhe confiou (criar o Homem Novo). Falta oferecer aos discípulos a última lição – a lição do amor que se dá até à morte; falta também o dom do Espírito, que capacitará os homens para viverem como Jesus, na obediência a Deus e na entrega aos homens. Para que esse último acto se cumpra, Jesus tem de passar pela morte: tem de “ir para o Pai”. Ao dizer “vou preparar-vos um lugar” (vers. 2b), Jesus sugere que tem de ir ao encontro do Pai, para que os homens possam (pela lição do amor e pelo dom do Espírito) fazer parte da família de Deus.
Nessa família, há lugar para todos os homens (“na casa de meu Pai há muitas moradas” – vers. 2a): basta que sigam “o caminho” de Jesus – isto é, que escutem as suas propostas e que aceitem viver como Homens Novos, no amor e no dom da vida. A “casa do Pai” é a comunidade dos seguidores de Jesus (a Igreja).
Qual é o “caminho” para chegar a fazer parte dessa família de Deus? – perguntam os discípulos (eles foram testemunhas da vida que Jesus levou e, portanto, conhecem de cor o “mapa” desse “caminho”; mas continuam a recusar-se a acreditar que o dom da vida seja um caminho obrigatório para fazer parte da família de Deus – vers. 4-5).
A resposta é simples… O “caminho” é Jesus (vers. 6): é a sua vida, os seus gestos de amor e de bondade, a sua morte (dom da vida por amor) que mostram aos homens o itinerário que eles devem percorrer. Ao aceitarem percorrer esse “caminho” de identificação com Jesus, os homens estão a ir ao encontro da verdade e da vida em plenitude. Quem aceita percorrer esse “caminho” de amor, de entrega, de dom da vida, chega até ao Pai e torna-se – como Jesus – “filho de Deus”.
Mais: ao identificarem-se com Jesus, os discípulos estabelecem uma relação íntima e familiar com o Pai, porque o Pai e Jesus são um só (vers. 7-12). O Pai está presente em Jesus. Quem adere a Jesus e estabelece com Ele laços de amor, já faz parte da família do Pai, porque Jesus é o Deus que veio ao encontro dos homens: as obras de Jesus são as obras do Pai; o seu amor é o amor do Pai; a vida que Ele oferece é a vida que o Pai dá aos homens.
Em conclusão: os discípulos de Jesus têm de percorrer um “caminho”, até chegarem a ser família de Deus. Esse “caminho” foi traçado por Jesus, na obediência a Deus e no amor aos homens. É no final desse “caminho” que os discípulos – tornados Homens Novos – encontrarão o Pai e serão integrados na família de Deus.
No entanto, Jesus não é somente o modelo do “caminho”; ao mesmo tempo, Ele oferece como dom a força, a energia (o Espírito) para que o homem possa percorrer “o caminho”. É o Espírito do Senhor ressuscitado que renova e transforma o homem, no sentido de o levar, cada dia, a tornar-se Homem Novo, que vive na obediência a Deus e no amor aos irmãos. Desta dinâmica, nasce a comunidade de Homens Novos, a família de Deus, a Igreja.
Fonte: Comentário à Liturgia
Ideia de roteiro para teatro

Personagem A:  Amigo, eu tava pensando sobre o evangelho de hoje realmente, Tomé tinha razão quando falou para Jesus que como iam seguir ele se não sabiam para onde ele ia... Realmente, ninguém nunca viu que caminho Jesus fez para ir para o céu, né...

Personagem B: Como não?

Personagem A: Ué, não viram não... não sabem se ele foi de avião. de balão ou só entrou numa nuvem e foi... ou se os anjinhos que moram lá que levaram ele... não está claro isso...então qual é o caminho? se for uma nuvem, onde a gente acha ela? se for avião ou balão, quem vai pilotar? Fico confuso...

Personagem B: Amigo, Jesus mesmo disse... ele é o caminho!

Personagem A: Então, mas isso me confunde mais... Jesus não é um caminho, é uma pessoa né...eu não entendo...

Personagem B: Vou tentar te explicar...

Personagem A: Isso, por favor...me explique então...

Personagem B: Jesus quando esteve aqui viveu para nos ensinar muitas coisas não é?

Personagem A: Sim, Ele nos deixou muitos ensinamentos, fez muitas coisas boas e sua morte foi para que a gente se livrasse dos nossos pecados e tudo isso encontramos na bíblia... aliás, a história dele e  depois dos apostolos e seguidores dele... muito legal...

Personagem B: Exatamente... tá vendo como você sabe das coisas?

Personagem A: Ah muito obrigada, amigo... mas eu ainda não tenho a resposta para a minha pergunta... qual o caminho para o céu?

Personagem B: Jesus ué...

Personagem A: Ai lá vem você... eu já disse que não entendo isso...

Personagem B: Amigo, você disse tudo certinho sobre Jesus, sabe bem o caminho... O caminho é seguir o que Jesus ensinou, por isso Ele diz eu sou o caminho!

Personagem A: Ah... é mesmo? então estou no caminho certo!

Personagem B: Claro que está!

Personagem A: Nossa, estou feliz... eu perdi um tempão olhando que nuvem parece uma porta... e toda vez que vou andar de avião quero conhecer o piloto e sempre pergunto para todos eles se conhecem o caminho do céu... eles sempre respondem que sim, mas acho que não entenderam minha pergunta na verdade... agora sei que não é nada disso!

Personagem B: Ai amigo, você é engraçado... complicou as coisas.

Personagem A: Não, amigo... na verdade, este é o caminho mais dificil... Seguir Jesus não é fácil... melhor se tivesse esta nuvem mágica... mas não temos! hehehe

Personagem B: Você está certo, amigo! Mas vamos conseguir... Jesus nos deu os melhores ensinamentos e o nosso amigão Espirito Santo também está com a gente!

Personagem A: Vamos sim! e vou logo e esclarecer isso para todos os meus amigos e lá em casa também... todos precisam saber!

Personagem B: Isso ai, amigo! Também vou nessa!

Sugestão de Música

E onde queremos chegar seguindo Jesus?

No céeeeuuuu! Lá esta nosso verdadeiro tesouro.



Ideia para trabalhar esse Evangelho

Jesus é o caminho, a verdade e a vida! 

No trânsito é onde passamos grande parte das nossos caminhos, concordam? 
Desde muito cedo temos que aprender as regras, assim também é a vida!

Vamos através de algumas placas de sinalização de trânsito trazer para as crianças esta reflexão.... Se você tiver espaço pode também organizar um circuito e  até trazer bikes, skates ou confeccionar de EVA alguns modelos de carro!

E tem esta lembrancinha linda que não vai sair da cabeça da criançada! Eles vão ensinar toda a família!


Aqui temos algumas sugestões para que você escolha as placas que mais fazem sentido agora no seu dia a dia e as crianças que Jesus confiou neste dia!

Conversão permitida

Sim a conversão é sempre permitida! Jesus está de braços abertos a nos receber de volta em seu bom caminho. Não devemos ter dúvidas em retornar, busque o retorno mais próximo e volte para Jesus!
Parada obrigatória

Pare de pecar... poder sempre voltar não pode ser desculpa para continuar pecando... Deus nos perdoa sempre mais quer nossa mudança efetiva de vida!

Rua sem saída

O pecado aprisiona a gente! Esta placa já está nos avisando... entrou aqui vai ter problemas para sair... Jesus nos envia vários alertas assim... precisamos ficar atentos e não entrar nestes lugares... fugir das situações de pecado.

Travessia de pedestres

Esta é uma placa muito importante. Aprendemos cedo para que ela serve... as crianças logo vão se lembrar... Ela está aqui na nossa dinâmica de hoje para mostrar que Jesus reserva um lugar seguro para a nossa passagem, ali temos a proteção Dele e o respeito das outras pessoas, pois estamos fazendo a coisa certa. São assim os encontros da catequese, as missas, os bons caminhos e lugares que frequentamos. Somos exemplos, mas não devemos limitar ser exemplo só nestes lugares ou situações. Precisamos ser assim em todo lugar: Fazer o que é certo, sempre!

Semáforo

O semáforo é o sinalizador do transito, ele é quem regulamente quem vem e quem vai...poder párar ou prosseguir e também ficar alerta! Vamos lembrar destas cores para a nossa reflexão no dia a dia, devemos sempre parar, pensar e tomar as melhores decisões de caminho, sempre seguindo o caminho que Jesus nos ensinou.

 Aqui tem mais ideias de placas para esta atividade:


Oração

Querido amigo Jesus, que eu possa sempre ter a sua mão para nunca me desviar do seu caminho... e que eu tenha coragem e muito amor para trazer pra cá todos que ainda não te conhecem.
Não posso estacionar Jesus... nada de ficar parado! Tenho que seguir!
Amém!




Nenhum comentário:

Postar um comentário