Quem somos?

Minha foto
Somos um Ministério de Evangelização de Crianças da Diocese de São José dos Campos desde 1999. Utilizamos como recurso de evangelização o teatro. Também organizamos formações para evangelizadores e catequistas. Estamos sempre a disposição! Precisando é só mandar um mail para cantinhodanjos@gmail.com Vamos levar nossas crianças para Jesus!!

domingo, 30 de outubro de 2016

Evangelho de Mateus 5, 1-12a

 Missa de 06 de Novembro de 2016
                                                                     
                                             
SOLENIDADE DE TODOS OS SANTOS
MÊS DIOCESANO DE CONSCIENTIZAÇÃO SOBRE O DÍZIMO

"SANTIDADE: UM CHAMADO PARA TODOS NÓS"
                                                                                                                                     
Leituras
Primeira Leitura Ap 7, 2-4.9-14
Salmo 23/24
Segunda Leitura 1Jo 3,1-3
Evangelho Mt 5, 1-12a

Mensagem Principal
Com alegria, celebramos hoje a Festa de Todos os Santos, recordando homens e mulheres que viveram neste mundo unidos a Jesus Cristo, constituindo para nós verdadeiros exemplos de vida. É o próprio Cristo quem nos indica como trilhar o caminho da santidade, através da prática das bem-aventuranças. Que o Espírito Santo ilumine cada um de nós na busca constante pela santidade de vida. (Fonte: folheto Nova Aliança)

Para ajudar a refletir e entender o evangelho de hoje:


Preparem-se... estamos preparando o alimento espiritual para os preferidos de Jesus: as crianças!


Ideia de roteiro para teatro


- Personagem A (entra com uma túnica e com cara de santo): Olá queridos amigos!


- Personagem B: Nossa, você está diferente. O que está acontecendo? Por que está vestido assim?


- Personagem A: Vesti esta roupa para já ir me acostumando... pois estou me preparando pra ser santo!


- Personagem B: E desde quando pra ser santo tem que usar essas roupas? Pelo que sei o que nos faz santos são nossas atitudes, e não nossas roupas!


- Personagem A: É... isso também! Mas não se preocupe, pois eu já sei quase tudo sobre as bem-aventuranças!


- Personagem B: Ah legal! Então você pode me ensinar o que sabe? Também quero ser santo!

- Personagem A: Claro que posso! Vamos lá. - Felizes os pobres em Espírito, porque deles é o Reino dos céus! Assim... feliz mesmo quem é pobre de espírito mesmo, porque ser pobre e não ter dinheiro é muito ruim!



- Personagem B: Isso eu concordo!



- Personagem A: O próximo é: Felizes os aflitos que serão consolados. Devemos ter cara de preocupados, enrugar a testa...



- Personagem B: Nossa! Mas devemos ficar preocupados com o que?



- Personagem A: Com tudo!



- Personagem B: Ah tá. Veja se assim está bom? (Faz cara de preocupado)


- Personagem A: Isso mesmo!!! Olha você está no caminho certo para ser santo como eu! Continuando... – Felizes os que têm fome e sede de justiça, porque serão saciados... Só quem tem fome e sede de justiça mesmo pra ser feliz... pois ter fome de comida quentinha e água fresquinha não é nada fácil, é triste!

- Personagem B: Concordo também!

- Personagem A: Esse próximo é o que eu mais entendo: Felizes os gansos, porque possuirão a Terra.


- Personagem B: GANSOS??


- Personagem A: Isso mesmo! Os gansos é que são felizes, pois eles fazem barulho, fazem sujeira, correm pra lá e pra cá e ninguém briga com eles... Se sou eu a gritar e correr logo ouço: Pára de correr menino, vai cair! Não grita que sua vó está dormindo...  E como ninguém briga com eles, vão logo logo dominar a Terra!!!!


- Personagem B: Que estranho! Não ouvi falar de gansos no evangelho... Será que é isso mesmo?!?! Tô confuso!

(Entra a Catequista que ouviu a conversa das crianças)
- Catequista: Oi crianças! Nossa Personagem A quanta criatividade! Ouvi quando disseram que querem ser santos e fiquei escutando suas explicações!

-Personagem A: É!?! E a senhora gostou??? Tô de parabéns?

- Catequista: Na verdade você está fazendo uma confusão enorme... Em primeiro lugar, não é pobre de dinheiro que a palavra está falando, é ser humilde e ter o coração perto de Jesus. Em segundo lugar, não é para ficar preocupado não, afinal temos que acreditar que Jesus cuida de cada um de nós. E em terceiro lugar, ter fome e sede de justiça é ter fome de Deus e da sua justiça de Deus! E por último, no evangelho não está escrito Ganso e sim Manso.

- Personagem A: Nossa, tem certeza? Então escreveram errado no evangelho?

- Catequista: Claro que não escreveram errado no evangelho... o senhor que leu errado! Ser manso é ter um coração amável, tranquilo e obediente a Deus.


- Personagem B: Ufa! Já estava preocupada em viver como um Ganso!


- Personagem C: O Sermão da Montanha sobre As Bem-Aventuranças é um anúncio da felicidade que Jesus fez. Precisamos buscar viver as bem-aventuranças para sermos felizes e assim buscar ser santo.


- Personagem B: Então quer dizer que As Bem-Aventuranças é a receita para a felicidade?


- Personagem C: Isso mesmo!! Vivendo as bem-aventuranças, ficamos perto do nosso amigão Jesus e mais perto de nos tornarmos santos e santas.


- Personagem A: É isso que eu quero! Quero ser santo(a)! Mas é difícil!


- Personagem C: Mas podemos contar com um amigão que mora no nosso coração! É o Espirito Santo! Ele nos indica o caminho para vivermos os mandamentos, as bem aventuranças e todos os ensinamentos de Jesus. Assim ficamos perto de Jesus e da santidade. E cada vez que estivermos perto de nos desviarmos do caminho da santidade devemos parar e pedir que Espírito Santo venha sobre nós... como a musiquinha abaixo nos ensina!



Sugestão de Música


Ideia para trabalhar esse Evangelho


Para este encontro é muito importante trazer algumas figuras de santos. De preferência, escolha santos crianças ou aqueles que tiveram contato com as crianças. Nós sugerimos Dom Bosco, São Domingo Sávio, Santa Terezinha do Menino Jesus, São João Paulo II...

Para explicar as bem aventuranças, pode usar esta imagem:


Neste desenho, cada peça é uma bem aventurança. Assim vai explicando e montando o quebra cabeça. E quando terminar de explicar, pode dizer que quando vivemos os ensinamentos de Jesus como as bem aventuranças, nosso coração fica completo, cheio do Amor de Deus.
Aqui entra algumas histórias dos Santos, que souberam viver os ensinamentos de Jesus!

Para reforçar o ensino, pode ser usado este jogo. Em cada casa, as crianças podem preencher o que será preciso fazer a partir de agora para buscar a felicidade e a santidade.



As crianças podem levar para casa o quebra cabeça do coração e o jogo. Assim poderão explicar e brincar com os pais.

 Oração

Senhor! Me ajuda a viver as bem-aventuranças na minha vida, que o Espírito Santo me auxilie e me guie no caminho que me leva a Santidade!

Amém!






segunda-feira, 24 de outubro de 2016

Evangelho de Lucas 19, 1-10

Missa de  30 de Outubro de 2016


Resultado de imagem para zaqueu cobrador de impostos
Fonte: www.amiguinhosdedeus.com
31º DOMINGO DO TEMPO COMUM 
OUTUBRO MÊS DAS MISSÕES MISSÃO 
IGREJA MISSIONÁRIA TESTEMUNHA DE MISERICÓRDIA
                                               
Leituras
Primeira Leitura Sb 11,22-12,2
Salmo 144 / 145
Segunda Leitura 2Ts 1,11-2,2  
Evangelho Lc 19,1-10

Mensagem Principal

A fé bíblica, no ponto que é objeto de nossa reflexão de hoje, é límpida e não deixa dúvidas: Deus ama o pecador, fecha seus olhos diante de seus pecados, para que se arrependa e chega mesmo a ajoelhar-se para lavar-lhe os pés, mas não suporta o homem que se faz deus, que tem um coração ensoberbecido e um espírito inchado, que enche seus celeiros, acreditando apenas em suas riquezas. (Fonte: folheto Nova Aliança)

Para ajudar a refletir e entender o evangelho de hoje:

Preparem-se... estamos preparando o alimento espiritual para os preferidos de Jesus: as crianças!

Homilia Diária
JESUS E ZAQUEU

Zaqueu era um homem rico. Mas Jesus despertou algo diferente em Zaqueu, e vemos logo à frente que devido à pouca estatura de Zaqueu ele subiu em uma figueira brava ou seja, uma árvore de sicômoros. Mas como podemos imaginar um homem rico simplesmente subindo numa árvore só para ver alguém? Com tanto dinheiro ele subiria numa árvore só para ver um homem que aglomerava uma multidão onde chegava? Por que tudo isso se ele nem conhecia Jesus?
A diferença é justamente essa, porque ele já ouvira falar de um Cristo que fazia sinais, prodígios e maravilhas. E as maravilhas que ele ouvia a respeito de Cristo eram tão grandes e verdadeiras que fez com que um homem da alta sociedade tivesse uma atitude de criança levada: subir numa árvore.
Mas esse Cristo já conhecia Zaqueu, veja no versículo 5. E, quando Jesus chegou àquele lugar, olhando para cima, viu-o e disse-lhe: Zaqueu desce depressa, porque, hoje, me convém pousar em tua casa.
Imagine você chegar em um lugar para ver alguém que muitos comentam a respeito e essa pessoa que você nunca viu olha para você e te chama pelo nome. Deve ser algo sem explicação. Aí Zaqueu ficou maravilhado! Agora vamos analisar o versículo 6: E, apressando-se, desceu e recebeu-o com júbilo.
Agora percebe-se um homem com prestígio na sociedade obedecendo a uma ordem (com educação, claro!) e ainda feliz da vida. Resumindo: é assim que acontece quando Cristo quer algo com alguém, ele não olha para classe social, cor, se têm nível fundamental, médio, superior ou se é analfabeto. Porque na verdade Cristo está procurando verdadeiros adoradores que o adorem em Espírito e em verdade!
Não importa a sua condição de vida, se você está até o pescoço no pecado, o que importa mesmo é que existe um homem que chamou a atenção de Zaqueu e que se importa com você. Esse mesmo homem, hoje mesmo, quer mudar a história da sua vida, acabar com essa vida de pecado e te dar uma vida digna! Uma vida em que você tenha orgulho de viver, e que todos vão olhar para você e dizer: Como essa pessoa mudou! E que a sua vida venha ser um espelho para muitos.
Se você quer hoje realmente ser uma pessoa diferente aos olhos humanos, faça como Zaqueu: chame a atenção de Cristo para você! E verás que Ele vai querer pousar em tua casa, mas não só na área de tua casa, mas em toda ela, ou seja, em toda sua vida , pois CRISTO se importa com você.
Decida-se por Cristo enquanto é tempo, busque a Cristo enquanto se pode achar. Que Deus te abençoe e te guarde. Lembre-se: Hoje mesmo Cristo te chama: APOCALIPSE 3:20 Eis que estou à porta e bato; se alguém ouvir a minha voz e abrir a porta, entrarei em sua casa e com ele cearei, e ele, comigo.
Pai, faça-me puro de coração, como o Zaqueu convertido, tornando-me desapegado das coisas deste mundo e capaz de dividi-las com os pobres.
(Fonte: http://homilia.cancaonova.com/homilia/jesus-e-zaqueu-lc-191-10/)

Ideia de roteiro para teatro

(Personagem A entra com luzes de pisca pisca enrolado no pescoço para chamar a atenção e Personagem B entra com vassouras, baldes para limpeza)

Personagem A: Olá Crianças!! Olá Personagem B!!

Personagem B: Oi Todo Mundo!!! Nossa Personagem A você sabia que ainda estamos no mês de outubro!!

Personagem A: Claro que o que eu sabia!!

Personagem B: E que nos mês de outubro comemoramos o dia das crianças?

Personagem A: Claro!! E o dia de Nossa Senhora Aparecida!! Mas por que está me perguntando tudo isso?

Personagem B: É que está longe ainda para o Natal!!

Personagem A: Desculpe Personagem B! Mas você está bem?

Personagem B: Estou bem sim!! Acho que você que não está muito bem!!

Personagem A: Mas por que está falando isso para mim?

Personagem B: É que você já está pensando na decoração da árvore de natal??

Personagem A: Claro que não! Estou pensando no Evangelho de hoje!!

Personagem B: No Evangelho de hoje?? Não está não!! Eu é que estou!

Personagem A: Mas você está com material de limpeza!! Não estou entendendo mais nada!!!

Personagem B: Claro!! Preciso de tudo bem limpinho!!!

Personagem A: Mas você está errado!!! Eu é que estou certo!!

Personagem B: Ah é?! Então me explica como você está certo??

Personagem A: Olha só, escutei o Padre falar que Jesus vai passar por aqui!! Tem gente até subindo em árvores para chamar a atenção de Jesus!! Então resolvi vir toda piscante para chamar a atenção mais fácil de Jesus!!

Personagem B: Agora estou entendendo!! Mas você entendeu as coisas tudo errado!! Eu trouxe tudo isso para limpar a minha casa! Assim quando Jesus escolher a minha casa, ela estará limpinha!

Personagem A: Ah, mas para isso Jesus precisa te ver primeiro!! E você não tem nada chamando a sua atenção!!!

Personagem B: Nossa, é verdade!! Que pena... queria tanto que Jesus escolhesse a minha casa para ficar!! E por acaso sua casa está limpinha? Porque certamente Jesus vai te ver e te escolher para ficar na sua casa!!

Personagem A: Pior que não está não!!

(As crianças ficam com cara de triste e a entra a catequista)

Catequista: Olá crianças!!! Mas que carinhas mais tristes! O que está acontecendo??

Personagem A: Então Catequista, queria tanto que Jesus me visse quando Ele passar por aqui!! Mas a minha casa está suja!!

Personagem B: E a minha casa está limpinha, um brinco!! Eu mesmo fiz a faxina! Mas quando Jesus passar Ele não vai me ver!!

Catequista: Ah... já sei do que vocês estão falando!! Vocês estão falando de Zaqueu não é?

Personagens A e B: Zaqueu??

Catequista: No Evangelho de hoje conta a história de Zaqueu! Zaqueu era um homem rico. Mas Jesus despertou algo diferente em Zaqueu.

Personagem A: Como assim, Zaqueu estava dormindo?

Catequista: Zaqueu não estava dormindo não! Mas estava vivendo uma vida de pecado. Então quando falei que Jesus o despertou, é que Jesus o fez acordar para uma vida nova! Afinal, Zaqueu nunca tinha visto Jesus. Apenas tinha ouvido falar que esse homem já tinha realizado maravilhas.

Personagem B: Nossa, então ele quis subir em uma árvore para ver um homem que ele não conhecia mas que ele já tinha ouvido falar que fazia maravilhas?

Catequista: Isso mesmo! As maravilhas que ele ouvia a respeito de Jesus eram tão grandes e verdadeiras que fez com que um homem rico subisse em uma árvore.

Personagem A: Mas Catequista, Zaqueu não era um grande pecador?

Catequista: Era sim!! Naquela época os cobradores de impostos eram considerados pecadores. Zaqueu era o chefe dos cobradores de impostos!

Personagem B: Mas como Jesus teve coragem de entrar e dormir na casa de um grande pecador como Zaqueu?

Catequista: É assim que acontece quando Jesus quer algo com alguém, ele não olha para os pecados ou coisas que a pessoa tem ou é. Porque na verdade Jesus quer o coração dessa pessoa. Jesus bateu na porta de Zaqueu e ele o deixou entrar! É assim conosco também! Jesus bate na nossa porta e espera que abrirmos a porta para Ele.

Personagem A: Preciso correr para limpar a minha casa!!! Quero abrir a porta para Jesus!

Catequista: Calma Personagem A! Jesus não quer entrar na porta da sua casa não!

Personagem A: Ah não?

Catequista: Não! Jesus quer entrar na porta do seu coração!! É onde Jesus quer morar, no seu coração!! E precisamos deixar o nosso coração preparado para Jesus morar!

Personagem B: Mas como fazemos isso?

Catequista: Precisamos limpar o nosso coração através da oração, da missa, da catequese, o arrependimento dos pecados... E fazemos tudo isso quando estamos cheios da ação do Espirito Santo! Quem aqui quer que Jesus venha fazer morada em seu coração? 
Então vamos colocar a mão no nosso coração e repetir comigo: Espirito Santo prepare o meu coração para Jesus morar. Me ajude a ter força para lutar contra o pecado e para amar o meu próximo. Amém!

Sugestão de Música



Ideia para trabalhar esse Evangelho

A sugestão para esse Evangelho é trabalhar a morada do Senhor em nossos corações! Ele está batendo na porta do nosso coração! Precisamos ensinar para as nossas crianças como abrir as portas para Jesus.

Então podemos usar esse molde de casa para fazermos uma reflexão muito importante: ZAQUEU FEZ UM GRANDE ESFORÇO PARA VER E RECEBER JESUS EM SUA CASA. NÓS TAMBÉM QUEREMOS NOS ESFORÇAR PARA QUE O SENHOR VENHA FAZER MORADA EM NÓS. ENTÃO COMO PODEMOS PREPARAR A NOSSA CASA PARA JESUS MORAR?
Nesse momento, sentar às crianças em roda, entregar este molde para cada criança e conduzir a reflexão:
- Esta casa representa a casa do nosso coração onde Jesus quer morar. Então pra prepararmos o nosso coração, precisamos entrar em cada lugarzinho da casa e organizarmos.
- Sala: onde fico com a minha família, como está meu relacionamento com os meus pais e irmãos? Eu tenho obedecido meus pais e amado os meus irmãos?
- Cozinha: tenho agradecido pelas refeições que faço? Agradeço o alimento?
- Quarto: tenho estudado como devo? Sou um amigo(a) bom para os meus colegas? Empresto minhas coisas?? tenho rezado antes de dormir?
Estas são exemplos de perguntas que podem ser feitas nesta reflexão. O importante é conduzir para que cada área da nossa vida seja organizada e preparada para Jesus!


Após a reflexão, é possível dar esta caixinha fechada!

Oração

Querido Jesus,
Fico muito feliz que queira morar em meu coração. Então eu abro as portas do meu coração para o Senhor.
Peço que o Espirito Santo meu ajude a manter meu coração como uma casa bem limpa, cheirosa e organizada!
Assim, com o Senhor morando no meu coração, eu possa ser cada vez mais parecido com o Senhor.

Amém

Então deixar que as crianças abram a caixinha e vejam quem está feliz dentro dela!!

terça-feira, 11 de outubro de 2016

Evangelho de Lucas 18, 9-14

Missa de  23 de Outubro de 2016



Resultado de imagem para Evangelho de Lucas 18, 9-14
Fonte: www.amiguinhosdedeus.com

30º DOMINGO DO TEMPO COMUM
OUTUBRO MÊS DAS MISSÕES
DIA MUNDIAL DAS MISSÕES 
E DA OBRA PONTIFÍCIA DA 
INFÂNCIA MISSIONÁRIA
                                               
Leituras
Primeira Leitura Eclo 35,15b-17.20-22a
Salmo 33 / 34
Segunda Leitura 2Tm 4,6-8.16-18
Evangelho Lc 18,9-14

Mensagem Principal
Nós podemos, sim, e devemos agradecer a Deus tudo o que temos e tudo o que somos, porque recebemos tudo de Deus. Mas nossa gratidão deve partir de uma profunda humildade, de um reconhecimento sincero de que nada somos e nada podemos fazer de bom sem a graça de Deus. E de forma alguma temos o direito de julgar e desprezar os outros, pois Deus não despreza um coração contrito e humilhado.
(Fonte: folheto Nova Aliança)

Para ajudar a refletir e entender o evangelho de hoje:

Preparem-se... estamos preparando o alimento espiritual para os preferidos de Jesus: as crianças!

Homilia Diária
O FARISEU E O COBRADOR DE IMPOSTOS

Nesta parábola, temos a oposição radical entre dois orantes e dois tipos de oração arrogante e auto-suficiente do fariseu e a oração confiante e humilde do publicano. A oração do fariseu é típica das tradicionais orações de Israel. Aparentemente é uma oração de agradecimento a Deus. Contudo, por seu conteúdo, adquire outro sentido.
O fariseu “agradece” por ser um justo, observante, diferenciado e separado dos “pecadores” como o publicano que ali estava presente.
O fariseu coloca-se diante de Deus numa atitude de senhor e não de servo. Faz negócio com Deus: Eu dou-te as minhas boas obras e Tu és obrigado a dar-me a salvação eterna. Toma uma posição de igualdade com Deus, na medida em que se sente com direitos diante de Deus.
O fariseu colocou-se como ponto de referência em relação ao pecador e ao próprio Deus. Na condição de superioridade em relação ao pecador e na de quase igualdade, perante Deus.
Sua oração é uma oração de auto-suficiência e de desprezo aos outros, que, em nome de Deus, fundamenta uma posição de privilégios e poder.
O outro orante, o publicano, tem a atitude de um pobre que confia totalmente em Deus. Ele, humilhado e excluído pelo sistema religioso que o considera um pecador, é consciente de sua pequenez e de sua dependência de Deus. À medida que o “justo” rompe a comunhão com o próximo, ele rompe a comunhão com Deus.
O pecador relaciona-se apenas com Deus e não se mete na vida do vizinho.
O pecador, pelo contrário, pensa e pensa bem. Pois ele nada tem para dar em troca a Deus e que não tem quaisquer direitos a reclamar dele. De seu tem apenas o pecado e dele espera apenas o perdão. A parábola não é, pois, sobre a oração, mas sobre a justificação diante de Deus e pretende responder à eterna pergunta: Como fazer a vontade de Deus neste mundo? Cada um dos personagens apresenta-nos a sua resposta e a sua atitude de vida.
O pecador se salva, torna-se justo diante de Deus, não pelas obras humanas, pelo seu esforço no cumprimento de determinados preceitos, mas pela graça de Deus; ou seja, só pelo poder de Deus é que o homem é salvo, e não pelo que é ou faz. Acolher Jesus e a sua Palavra numa fé confiante, é o único caminho da salvação.
Alguém perguntará: Então, as nossas boas obras nada valem diante de Deus? O problema não deve ser colocado desse modo. Aqui não se trata de um problema de conteúdo, isto é, de obras, mas da perspectiva com que se fazem as obras. Expliquemos: O fariseu não foi condenado pelas boas obras que praticou, mas por confiar apenas nelas e nas suas próprias forças para fazê-las. Foi condenado por não as atribuir a Deus nem as relacionar com Ele.
A lição que devemos tirar deste texto é: O cristão deve estar atento para não abrir a porta à tentação da soberba perante o outro homem e da auto-justificação perante Deus. Pelo contrário, optará por uma atitude de caridade e grande compreensão em relação às outras pessoas como sempre fez Jesus e por um esvaziamento de si, para que Deus o encha do seu perdão e da sua misericórdia.

(Fonte: http://homilia.cancaonova.com/homilia/o-fariseu-e-o-cobrador-de-impostos-lc-189-14/)

Ideia de roteiro para teatro

Personagem A: Oi Personagem B!! Tudo bem?

Personagem B: Tudo!

Personagem A: Nossa que cara feia é essa? Estamos chegando para a catequese e você está com essa cara!!

Personagem B: Nada não!! Você que está muito feliz!! Pelo visto conseguiu fazer a tarefinha que a Catequista nos pediu!!

Personagem A: Estou feliz mesmo!! Consegui sim fazer a terefinha!! E amei muito fazer!

Personagem B: Você amou?! Achei muito difícil fazer o que a nossa Catequista nos pediu!! Você não achou difícil fazer uma lista em que nos parecemos com Jesus e em que precisamos melhorar para ficar mais parecido com Ele?

Personagem A: Eu não achei difícil!! A minha lista está ótima! Não tiver problema em fazer não! Descobri que sou muito parecido com Jesus!!

Personagem B: Está falando sério? Não consegui fazer a minha direito não!

Personagem A: Mas como você fez?

Personagem B: Então eu me coloquei de joelhos, pedi que o Espirito Santo me iluminasse e peguei a caneta para começar a escrever!! Mas não consegui, pois acho que me falta MUITO para ser parecido com Jesus!!

Personagem A: Não acredito... Olha eu nem precisei pedir para que o Espirito Santo me iluminasse... simplesmente comecei a escrever... afinal sou muito parecida com Jesus porque sou uma pessoa caridosa, amo a todos, sou inteligente, gosto de contar histórias, rezo todas as noites...

Personagem B: Pode parar por aí!! Não é bem assim! Você não empresta os brinquedos, desobedece os pais...

Personagem A: Pode parar!! A lista é minha! Tenho certeza de que a nossa Catequista vai amar!!

Entra a Catequista

Catequista: Olá crianças!! Vamos para a Catequese?

Personagem A: Eu posso ir sim!! Agora o Personagem B não pode não!! Ele não fez a tarefa que você passou!! Agora eu fiz e descobri que sou praticamente igualzinha a Jesus!! Então posso entrar, sentar bem na frente!! Agora o Personagem B tem que sentar lá trás!

Personagem B: Até parece!!

Catequista: Calma crianças!! Vocês estão parecendo com o Fariseu e Cobrador de Impostos do Evangelho da missa de hoje!!

Personagem A: Como assim?

Catequista: Vou explicar. Entraram no Templo para rezar o Fariseu e o Cobrador de Impostos.

Personagem B interrompe e pergunta: o que é Fariseu?

Catequista: Fariseu é um judeu que obedecia as leis religiosas e não se relacionava com as pessoas que eles achavam que eram pecadoras. Naquela época o cobrador de impostos era visto como um pecador, pois cobrava impostos para o governo.

Personagem B: Ah entendi!! Continua!

Catequista: Então os dois subiram no Templo para rezarem. O fariseu se achava o mais justo, o mais honesto, o que merecia mais as coisas de Deus pois fazia jejum e rezava!! Também julgava ser uma pessoa sem pecado e não se misturava com pessoas que ele achava que eram pecadores!

Personagem A: Que coisa feia ele fazia!! Nossa acho mesmo que eu estava me parecendo com ele! Só estava vendo minhas qualidades e me achando!!

Catequista: Pois é!! Já o cobrador de impostos se colocava como pecador, que tinha vergonha até de olhar para céu e só pedia a Deus que tivesse piedade Dele!

Personagem B: Entendo bem Catequista, pois me sinto assim!!

Catequista: O que Jesus quer nos ensinar com esta história é que um bom cristão deve estar atento com as suas atitudes para que sejam atitudes de amor, humildade e que se preocupem em ser amigos de todos sem julgar as outras pessoas. Devemos também ter um coração agradecido a Deus por tudo na nossa vida!

Personagem A: Agora estou entendendo!! Eu estava muito errada com a minha lista!!

Catequista: Prestem atenção no que vou falar agora: Jesus é o nosso irmão mais velho! Todo irmão mais velho ensina os mais novos como fazer as coisas!

Personagem B: Lá em casa foi assim... eu sou irmão mais velho e ensinei meu irmão a engatinhar!

Catequista: Isso mesmo! Os irmãos mais novos ficam olhando e aprendendo com o irmão mais velho! É assim que devemos fazer!! Devemos aprender com o nosso irmão mais velho, Jesus, como devemos viver!! Assim ficaremos mais e mais parecidos com Ele!!

Personagem A: Nossa que legal!! Quero ficar grudadinho com Jesus para ficar mais e mais perecido com Ele!

Personagem B: Eu também!!

Catequista: Então vamos fazer uma oração e pedido ao Espírito Santo que nos ajude nesta missão!! Assim teremos um coração cada vez mais bonito!

Sugestão de Música




Ideia para trabalhar esse Evangelho

A sugestão para trabalhar esse Evangelho é a seguinte: sentar às crianças em circulo para fazer a reflexão sobre o Fariseu e o Cobrador de Impostos. Explicar sobre cada um deles e mostrar em quais momentos somos mais parecidos com o fariseu e quais somo mais cobradores de impostos.
Resultado de imagem para contorno de corpo humano
Entregar para cada criança uma folha com um contorno de boneco, como esse aqui!

A dinâmica é a seguinte: este boneco nos representa!! Mas está faltando muitas coisas nele como olhos, nariz, boca...
A sugestão é fazer uma reflexão sobre como podemos ficar mais parecidos com Jesus!!
Para isso podemos fazer as seguintes perguntas:
- Como são os olhos de Jesus? E seu olhar é como? Esperar que as crianças participem respondendo e conduzir para que elas entendam que o olhar de Jesus é um olhar de compaixão, amor, vê as necessidades dos outros...
- E a boca de Jesus? Como é que Ele fala com  as pessoas?
- E o coração?? Como são os sentimentos de Jesus?
- As mãos de Jesus nos ensinam fazer o que?
- E os pés de Jesus?? Por onde Jesus andava o que Ele espalhava??
Para cada reflexão, as crianças vão desenhando no boneco os olhos, boca.... E após cada reflexão, pode ser feito uma oração como: Senhor me ajude a ter olhos iguais aos seus. Que eu saiba ver as necessidades dos meus irmãos e agir sempre com compaixão!!
Assim as crianças vão criando referências com Jesus! Isso vai aproximar cada criança de Jesus! Para ficarmos parecidos com Jesus, precisamos aprender com Ele a cuidar das nossas atitudes!!

Mostrar para as crianças que depois de toda a reflexão e oração, ficamos mais parecidos com Jesus! Então pode ser dado para cada criança uma máscara com o rosto de Jesus! Assim elas podem explicar para seus pais como podemos ficar mais parecido com o nosso irmão mais velho, Jesus!

Oração

Querido Jesus,

Quero pedir nesse momento que o Espirito Santo venha em meu coração para que eu tenha um coração agradecido a Deus e que ame sem julgar ninguém. Que Ele venha abrir os meus olhos para eu ter atenção nas minhas atitudes.
Jesus, quero te imitar e assim ficar cada vez mais parecido com o Senhor!

Amém

domingo, 2 de outubro de 2016

Evangelho de Lucas 18, 1-8

Missa de 16 de Outubro de 2016

29º DOMINGO DO TEMPO COMUM
OUTUBRO MÊS DAS MISSÕES MISSÃO: 
IGREJA MISSIONÁRIA TESTEMUNHA DE MISERICÓRDIA
                                          
Leituras
Primeira Leitura Ex 17, 8-13
Salmo 120/121
Segunda Leitura 2Tm 3, 14 – 4, 2
Evangelho Lc 18, 1-8


Mensagem Principal

Toda a Igreja evangeliza. Cada cristão descobre a tarefa de evangelizar como inerente a sua vocação. Não é privilégio nem tarefa de alguns poucos especialmente chamados a isso. Cada um no seu meio e segundo as suas possibilidades deve anunciar a Boa-Nova salvífica a seu irmão. A ordem dada aos Doze – “Ide, pregai a Boa-Nova” – continua válida, embora de maneira diferente, para todos os Cristãos. Os que receberam a Boa-Nova devem comunicá-la e difundi-la sucessivamente. (Fonte: folheto Nova Aliança)

Para ajudar a refletir e entender o evangelho de hoje:

Preparem-se... estamos preparando o alimento espiritual para os preferidos de Jesus: as crianças!



Ideia de roteiro para teatro

Personagem A: Oi amigo, tudo bem?

Personagem B: Tô bem nada.., tô muito preocupado e com medo!

Personagem A: Como assim, tá preocupado com o que? Com medo do que?

Personagem B: Eu nem sei dizer direito... é que eu ouvi que tem muita violência por aí... outro dia teve um assalto perto da minha casa! Fiquei assustado!

Personagem A: Nossa! É verdade, dá medo mesmo! Mas quando você estiver preocupado e assustado, sabe o que pode fazer para te ajudar?

Personagem B: O que? Me esconder?

Personagem A: Não seu bobo, não se esconda... se ajoelhe!

Personagem B: Me ajoelhar? Tipo me rendendo, me entregando?!?!?!

Personagem A: Não né!?! Tipo orando mesmo!

Personagem B: Ah! Ufa!

Personagem A: Sim, em todos os momentos da vida devemos rezar... nos bons e nos ruins! Na alegria e na preocupação, no medo! Pedir pra Deus nos proteger!

Personagem B: Entendi! É, eu rezei uma vez...

Personagem A: UMA vez???

Personagem B: Isso, quando teve o assalto perto de casa...

Personagem A: Mas amigo, temos que rezar sempre, todos os dias!

Personagem B: Mas sabe o que é? Vou te contar um segredo!

Personagem A: Adoro segredos!!! Pode me contar tranquilo pois não vou contar pra ninguém!

Personagem B: Que bom! Então vou contar... É que eu tenho muita muita preguiça de rezar... Eu até tento... mas me dá um sono... acho que não sei rezar!

Personagem A: Preguiça??? Que feio! Mas amigo, me desculpe... mas esse seu segredo vou ter contar pra nossa catequista! Daí ela pode te ajudar!

Catequista entra

Catequista: Em que eu posso ajudar?

Personagem B: Em nada! Estamos aqui de papo furado...

Personagem A: Papo furado é ter preguiça na hora de bater papo com Deus!!!!

Catequista: Como é que é? Preguiça de rezar?

Personagem A: É isso mesmo... O ‘personagem B’ tá me contando que tem preguiça de rezar, que dá sono, que não sabe rezar...

Personagem B: Dedo duro!

Catequista: Crianças, por favor! Sem briga! Vou fazer uma pergunta!

Catequista: Por acaso vocês têm preguiça de conversar com os amigos? Contar as novidades, contar os segredos, pedir ajuda?

Personagem A: Claro que não! É gostoso conversar com os amigos!!!

Personagem B: Sim! Eu também adoro! Gosto de estar com eles em todos os momentos!

Catequista: Pois bem! Assim deve ser nosso relacionamento com Deus! Alegre e em todos os momentos, pois Deus é o maior e melhor de todos os amigos! Ele sabe de todas as coisas e quer o melhor pra nós! Se vocês pensarem assim nunca terão preguiça e sono na hora de rezar!

Personagem A: Sabe que eu nunca tinha pensado assim!?!

Catequista: Pois pense, pois rezar é conversar com Deus, bater um papo!

Personagem B: É verdade! Sempre converso... mas as vezes acho que não sou atendido!

Catequista: Deus sempre nos atende! Mas nem sempre é da forma que esperamos! Pois pedimos a Deus aquilo que queremos... e nem sempre o que queremos é o que precisamos!

Personagem A: Puxa! É verdade! Afinal Deus sabe de todas as coisas e quer o melhor pra nós!

Catequista: Exatamente! E o que Deus tem pra nós é sempre muito melhor do que aquilo que pedimos! Por isso temos que rezar sempre, rezar e confiar, ter fé e paciência, pois Deus ouve todas as nossas orações! E digo mais... e por termos confiança e fé nesse Deus tão maravilhoso que nunca nos abandona, devemos contar e ensinar para todos os nossos amiguinhos a importância de vivermos ao lado de Dele e de rezar todos os dias!

Personagem B: Eu tenho uma dúvida!!! Assim... Através da oração eu falo com Deus! E como Deus fala conosco?

Catequista: Deus fala conosco de muitas formas! E dentre tantas formas uma das principais é a Bíblia! Pois através da Bíblia Deus nos dá vários conselhos, manda mensagens e instruções de como bem viver! E é nossa missão compartilhar com todos esses conselhos e mensagens!

Personagem A: Na missa também, né!?!

Catequista: Também! E sabe o que mais legal?

Personagem A e B: O que???

Catequista: É que quanto mais rezarmos e lermos a Bíblia, mais aprendemos a viver ao lado de Deus!!!

 Sugestão de Música



Ideia para trabalhar esse Evangelho

Pra trabalhar o tema oração vamos montar o relógio da oração, para estimular as crianças a rezarem todos os dias, de forma que cada criança escolha um tema a ser abordado em cada dia da semana, sendo que a oração do domingo será feita na Santa Missa.


Para os demais dias, segue abaixo exemplos de intenções:

 Segunda-feira (1): Oração de Louvor e Adoração, reconhecendo que Deus é o Senhor de nossas vidas!

Terça-feira (2): Oração reconhecendo que somos pecadores, confessando nossos pecados e pedindo que Deus nos ilumine que sejamos fortes para não mais cometê-los!

Quarta-feira (3): Oração pessoal por suas próprias necessidades, por seus sonhos e pedidos!

Quinta-feira (4): Oração pela família e amigos!

Sexta-feira (5): Ore pela Igreja e pelas nações!

Sábado (6): Termine a semana agradecendo a Deus por tudo!

Domingo: Participação alegre e ativa na Santa Missa para começar bem a semana!

 No momento da montagem de cada dia, a catequista acolhe a intenção de cada criança e faz uma breve oração com todos.

Oração


Papai do céu, me ajuda a ter disciplina para fazer minhas orações todos os dias! Que eu não tenha preguiça e sim muita alegria, pois é na oração que encontro meu maior amigo que é o Senhor! Amém!



Evangelho de Lucas 18, 1-8

Missa de 16 de Outubro de 2016

29º DOMINGO DO TEMPO COMUM
OUTUBRO MÊS DAS MISSÕES MISSÃO: 
IGREJA MISSIONÁRIA TESTEMUNHA DE MISERICÓRDIA
                                          
Leituras
Primeira Leitura Ex 17, 8-13
Salmo 120/121
Segunda Leitura 2Tm 3, 14 – 4, 2
Evangelho Lc 18, 1-8


Mensagem Principal

Toda a Igreja evangeliza. Cada cristão descobre a tarefa de evangelizar como inerente a sua vocação. Não é privilégio nem tarefa de alguns poucos especialmente chamados a isso. Cada um no seu meio e segundo as suas possibilidades deve anunciar a Boa-Nova salvífica a seu irmão. A ordem dada aos Doze – “Ide, pregai a Boa-Nova” – continua válida, embora de maneira diferente, para todos os Cristãos. Os que receberam a Boa-Nova devem comunicá-la e difundi-la sucessivamente. (Fonte: folheto Nova Aliança)

Para ajudar a refletir e entender o evangelho de hoje:

Preparem-se... estamos preparando o alimento espiritual para os preferidos de Jesus: as crianças!



Ideia de roteiro para teatro

Personagem A: Oi amigo, tudo bem?

Personagem B: Tô bem nada.., tô muito preocupado e com medo!

Personagem A: Como assim, tá preocupado com o que? Com medo do que?

Personagem B: Eu nem sei dizer direito... é que eu ouvi que tem muita violência por aí... outro dia teve um assalto perto da minha casa! Fiquei assustado!

Personagem A: Nossa! É verdade, dá medo mesmo! Mas quando você estiver preocupado e assustado, sabe o que pode fazer para te ajudar?

Personagem B: O que? Me esconder?

Personagem A: Não seu bobo, não se esconda... se ajoelhe!

Personagem B: Me ajoelhar? Tipo me rendendo, me entregando?!?!?!

Personagem A: Não né!?! Tipo orando mesmo!

Personagem B: Ah! Ufa!

Personagem A: Sim, em todos os momentos da vida devemos rezar... nos bons e nos ruins! Na alegria e na preocupação, no medo! Pedir pra Deus nos proteger!

Personagem B: Entendi! É, eu rezei uma vez...

Personagem A: UMA vez???

Personagem B: Isso, quando teve o assalto perto de casa...

Personagem A: Mas amigo, temos que rezar sempre, todos os dias!

Personagem B: Mas sabe o que é? Vou te contar um segredo!

Personagem A: Adoro segredos!!! Pode me contar tranquilo pois não vou contar pra ninguém!

Personagem B: Que bom! Então vou contar... É que eu tenho muita muita preguiça de rezar... Eu até tento... mas me dá um sono... acho que não sei rezar!

Personagem A: Preguiça??? Que feio! Mas amigo, me desculpe... mas esse seu segredo vou ter contar pra nossa catequista! Daí ela pode te ajudar!

Catequista entra

Catequista: Em que eu posso ajudar?

Personagem B: Em nada! Estamos aqui de papo furado...

Personagem A: Papo furado é ter preguiça na hora de bater papo com Deus!!!!

Catequista: Como é que é? Preguiça de rezar?

Personagem A: É isso mesmo... O ‘personagem B’ tá me contando que tem preguiça de rezar, que dá sono, que não sabe rezar...

Personagem B: Dedo duro!

Catequista: Crianças, por favor! Sem briga! Vou fazer uma pergunta!

Catequista: Por acaso vocês têm preguiça de conversar com os amigos? Contar as novidades, contar os segredos, pedir ajuda?

Personagem A: Claro que não! É gostoso conversar com os amigos!!!

Personagem B: Sim! Eu também adoro! Gosto de estar com eles em todos os momentos!

Catequista: Pois bem! Assim deve ser nosso relacionamento com Deus! Alegre e em todos os momentos, pois Deus é o maior e melhor de todos os amigos! Ele sabe de todas as coisas e quer o melhor pra nós! Se vocês pensarem assim nunca terão preguiça e sono na hora de rezar!

Personagem A: Sabe que eu nunca tinha pensado assim!?!

Catequista: Pois pense, pois rezar é conversar com Deus, bater um papo!

Personagem B: É verdade! Sempre converso... mas as vezes acho que não sou atendido!

Catequista: Deus sempre nos atende! Mas nem sempre é da forma que esperamos! Pois pedimos a Deus aquilo que queremos... e nem sempre o que queremos é o que precisamos!

Personagem A: Puxa! É verdade! Afinal Deus sabe de todas as coisas e quer o melhor pra nós!

Catequista: Exatamente! E o que Deus tem pra nós é sempre muito melhor do que aquilo que pedimos! Por isso temos que rezar sempre, rezar e confiar, ter fé e paciência, pois Deus ouve todas as nossas orações! E digo mais... e por termos confiança e fé nesse Deus tão maravilhoso que nunca nos abandona, devemos contar e ensinar para todos os nossos amiguinhos a importância de vivermos ao lado de Dele e de rezar todos os dias!

Personagem B: Eu tenho uma dúvida!!! Assim... Através da oração eu falo com Deus! E como Deus fala conosco?

Catequista: Deus fala conosco de muitas formas! E dentre tantas formas uma das principais é a Bíblia! Pois através da Bíblia Deus nos dá vários conselhos, manda mensagens e instruções de como bem viver! E é nossa missão compartilhar com todos esses conselhos e mensagens!

Personagem A: Na missa também, né!?!

Catequista: Também! E sabe o que mais legal?

Personagem A e B: O que???

Catequista: É que quanto mais rezarmos e lermos a Bíblia, mais aprendemos a viver ao lado de Deus!!!

 Sugestão de Música



Ideia para trabalhar esse Evangelho

Pra trabalhar o tema oração vamos montar o relógio da oração, para estimular as crianças a rezarem todos os dias, de forma que cada criança escolha um tema a ser abordado em cada dia da semana, sendo que a oração do domingo será feita na Santa Missa.


Para os demais dias, segue abaixo exemplos de intenções:

 Segunda-feira (1): Oração de Louvor e Adoração, reconhecendo que Deus é o Senhor de nossas vidas!

Terça-feira (2): Oração reconhecendo que somos pecadores, confessando nossos pecados e pedindo que Deus nos ilumine que sejamos fortes para não mais cometê-los!

Quarta-feira (3): Oração pessoal por suas próprias necessidades, por seus sonhos e pedidos!

Quinta-feira (4): Oração pela família e amigos!

Sexta-feira (5): Ore pela Igreja e pelas nações!

Sábado (6): Termine a semana agradecendo a Deus por tudo!

Domingo: Participação alegre e ativa na Santa Missa para começar bem a semana!

 No momento da montagem de cada dia, a catequista acolhe a intenção de cada criança e faz uma breve oração com todos.

Oração


Papai do céu, me ajuda a ter disciplina para fazer minhas orações todos os dias! Que eu não tenha preguiça e sim muita alegria, pois é na oração que encontro meu maior amigo que é o Senhor! Amém!