Quem somos?

Minha foto
Somos um Ministério de Evangelização de Crianças da Diocese de São José dos Campos desde 1999. Utilizamos como recurso de evangelização o teatro. Também organizamos formações para evangelizadores e catequistas. Estamos sempre a disposição! Precisando é só mandar um mail para cantinhodanjos@gmail.com Vamos levar nossas crianças para Jesus!!

sexta-feira, 24 de julho de 2015

Evangelho de João 6,24-35

Missa de 02 de Agosto de 2015

VOCAÇÃO AO MINISTÉRIO ORDENADO - A VONTADE DE DEUS E “O PÃO DA VIDA”

COMEMORAÇÃO DO DIA DO PADRE

Leituras
Primeira Leitura Ex 16,2-4.12-15
Salmo 77 / 78
Segunda Leitura Ef 4,17.20-24
Evangelho Jo 6,24-35
Clique aqui e veja a liturgia do dia na íntegra:
Liturgia Diária


Mensagem Principal

Jesus nos ensina que o alimento material não é somente o que deve nos sustentar, precisar de coração buscar o Reino de Deus com as nossas atitudes. Ele é o pão da vida, quem Nele permanece não terá mais fome! Quem busca estar com Jesus efetivamente e se esforça para que Sua vontade aconteça, este sim está alimentado! E nada lhe faltará..


Ideia de roteiro para teatro

(Entra o personagem A com uma cesta de pãezinhos doces que sua avó havia feito para a festinha do dia do Padre na catequese. Ele havia acabado de sair de lá.)

Personagem A: Ai, ai, hoje tenho certeza que eu entendi tudinho do evangelho. Nunca imaginei que era tão, tão bom prestar atenção... Deus realmente ajuda quem presta atenção na catequese... hehehe

Personagem B: Hey, quanta felicidade... hey, hey o que você tem ai?

Personagem A: Nada, nada... é uma recompensa... E não quero dividir com você! Este é o prêmio de quem presta atenção...

Personagem B: Prêmio de quem presta atenção?

Personagem A: Isso mesmo! Hoje eu prestei muitas atenção no Evangelho, na explicação da nossa catequista e logo já coloquei em prática... Você lembra do evangelho?

Personagem B: Sim, dizia que Jesus é o pão da vida e quem come deste pão nada falta! Com Jesus, temos tudo!

Personagem A: Isso mesmo... e hoje foi a festinha do Padre, porque hoje é o dia do Padre. Dia de rezar pelas vocações. Já vamos rezar para ele aqui, não é?!

Personagem B: É mas num tô entendendo nada! Que tem a ver você com este cesto de pãezinhos cheirosinhos ai na sua mão? Eles eram pra festinha do Padre?

Personagem A: Eram, não são mais! Porque agora são só meus!

Personagem B: Não acredito que você roubou o lanchinho que sua mãe mandou pra festinha e vai comer sozinho! Que feio!

Personagem A: Peraí... primeiro: eu não roubei nadinha! Eu só escondi na sacristia para levar depois. E agora vou me explicar: O padre num é um amigão de Jesus?

Personagem B: É sim!

Personagem A: E num é o padre que celebra a missa e faz tudo lindo transformando pão no corpo de Jesus?

 Personagem B: É sim... ele faz isso mesmo!

Personagem A: Então, você não acha que o Padre é aquele que mais come do pão do céu? Daquele bom, que num deixa faltar nadinha pra gente? Aquele que a catequista explicou?

Personagem B: É faz sentido... Acho que você tem razão. Mas ainda num entendi porque você num quis levar o seu lanchinho!

Personagem A: Ai, ai... não é que eu não quis levar... jamais faria isso. É que pensei, a festa é do padre, lá já tem tanto lanchinho gostoso... Pão demais não faz bem pra saúde e ele já come tanto o melhor pão do mundo, porque é amigão de Jesus. Aaah vou guardar o meu e comer... estes são os meus preferidos!

Personagem B: Eu acho que você tá errado. Não acho que é isso que o evangelho diz!

(A catequista observava tudo de longe, quando via que logo, logo ali poderia surgir uma briga, ela se aproximou)

Catequista: Olá crianças!

Personagem A e B: Olá... (assustados por perceber que ela ouvia a conversa)

Catequista: Então você resolveu ficar com o lanchinho que a sua mamãe mandou só para você e não partilhou com os amiguinhos e nem com o Padre, que era o nosso convidado especial?!

Personagem A: É mais eu tive a melhor das intenções... o Padre tá muito gordinho... ops...

Catequista: Personagem A... mais respeito!

Personagem B: É ele não tá gordo não, tá só fofinho!

Catequista: Crianças, partilhar o que temos de mais precioso é um pedido especial que Jesus nos faz! É esta uma das coisas que nos faz receber o pão do céu, receber tudo de melhor que Deus nos dá, todo o seu amor!

Personagem A: Sim, eu entendo. Acho que o Padre faz bem isso mesmo! Por isso é amigão de Jesus!

Catequista: Mas e você, não quer ser amigão de Jesus?

Personagem B: Eu quero, eu quero...

Personagem A: Eu quero também, mas não vou dar meus pãezinhos todos não.

Catequista: Ser amigo de Jesus, é imita-lo. Jesus jamais negou pão aos que encontrava, aos seus amigos e também as pessoas que ele nem conhecia. Para todas Ele deu o seu melhor, todo o amor, o carinho, a atenção, curou os doentes, não foi?

Personagem A: Foi mesmo. E agora, tô envergonhado, vou levar o pãozinho lá na casa do Padre!

Catequista: Vamos sim, eu vou com você. Mas antes, vamos fazer uma oraçãozinha por nós, para que o pão do céu que é Jesus, sempre, sempre nos alimente. Que tenhamos cada dia mais fome deste amor de Deus! E que a gente queira fazer o bem, mostrar o céu para os nossos amiguinhos.

Personagem B: Trazer mais amigos para Jesus!

Catequista: Isso mesmo! E vamos rezar também pelo Padre, que Deus fortaleça a sua missão de trazer o pão do céu que é Jesus e todo o seu amor!

Personagem A: Vamos, vamos rezar sim... e eu vou rezar também para o Padre já estar satisfeito com as coisas que comeu na festinha e não comer todo o pãozinho que vou levar, que ele divida comigo... ops... quero dizer comigo e com vocês! Amém!

Catequista:( risos... ) Ele vai dividir sim e vai ficar MUITO feliz com a sua atitude!
Vamos lá?

Sugestão de Música




Ideia para trabalhar esse Evangelho

Lembrando que Jesus é o pão da vida e recordando o maior ato de amor de Deus por nós, transformar-se em pão na Sagrada Eucaristia, vamos utilizar alguns pãezinhos. Em acima deles podemos colocar papeizinhos fixados em palitos de dente, como faixinhas de sanduiches.
Estas palavras devem recordar os pequenos tudo que eles precisam buscar para ser santos e se alimentar do pão da vida que é Jesus:

Obediência/ Amor/ Perdão/ Bíblia Sagrada/ Missa/ Catequese/ Ajuda/ Evangelização/ Emprestar/ Carinho/ Oração... e outras mais

Vendo as palavrinhas nos pães eles devem escolher a que mais lhe faz falta no coração, o que ele mais precisa. Peça que ele tire um pedacinho e guarde, pergunte se tem mais algum. E se tiver faça o mesmo.

Eles rezam a Deus para que o que estava escrito no pãozinho alimente o seu coração e ele mude de vida, mude sua atitude!

E na sua casa, quem precisa do que? Repita a dinâmica para que eles levem os pedacinhos e façam o mesmo que fizeram agora com a família.


Rezando pelas vocações:

Neste dia rezamos pelas vocações ordenadas, os Diáconos, Padres, Bispo e o Papa. Que tal fazer um amigo secreto de oração por eles? Vai ser muito legal!

Peça que eles falem os nomes dos Diáconos, Padres, Bispo e do nosso Papa, escreva papeizinhos. Sorteie e explique que o nome que sair deve receber a oração dele e da família.

Explique porque é tão importante rezar pelas vocações. E que este é um pedido especial da nossa Igreja!

Para colorir:


sábado, 18 de julho de 2015

Evangelho de João 6, 1-15

Missa de 26 de Julho de 2015

Fonte: blog.cancaonova.com/cantinho
“JESUS TOMOU OS PÃES, DEU GRAÇAS E OS DISTRIBUIU”


Leituras
Primeira Leitura 2Rs 4,42-44
Salmo 144 / 145
Segunda Leitura Ef 4,1-6
Evangelho Jo 6,1-15

Mensagem Principal

Jesus propõe a missão da sua comunidade: ser sinal do amor generoso de Deus, assegurando para todos a possibilidade da subsistência e dignidade. A segurança da subsistência não está no muito que poucos possuem e retêm para si, mas no pouco de cada um que é repartido entre todos. A garantia da dignidade  não se encontra no poder de um líder que manda, mas no serviço de cada um que organiza a comunidade para o bem de todos.
Amados irmãos e irmãs, na liturgia deste domingo vemos que Deus vem ao encontro dos necessitados através dos gestos de partilha e solidariedade que podemos realizar. Deus se preocupa em saciar a fome do seu povo. Ele conta conosco para repartir o pão com todos aqueles que têm fome de amor, de justiça e de paz. Para isso, é preciso deixar o egoísmo e o individualismo e estar atento às necessidades do irmão. Peçamos que o Senhor nos torne mais solidários para que possamos, com nossas atitudes, testemunhar o amor de Cristo.
(Fonte: Folheto Nova Aliança e Rodapé da Bíblia Edição Pastoral)

Ideia de roteiro para teatro

Personagem A: Oi Todo mundo!! Oi Personagem B! Tudo bem?

Personagem B: Oi gente, oi Personagem A! Tudo ótimo! Estou muito feliz hoje.

Personagem A: Estou vendo!! Mas o que tem aí na sua cesta??

Personagem B: É por isso que estou feliz!! Então prestei muita atenção no Evangelho de hoje e resolvi colocar em prática.

Personagem A: Eu também!!

Personagem B: Mas você não trouxe nada para repartir?

Personagem A: Claro que eu trouxe. Quer saber o que eu trouxe para repartir?

Personagem B: Quero sim!

Personagem A: (Faz um coração com as mãos, manda beijos, faz sinal de abraço...) Eu trouxe muito amor para repartir!!

Personagem B: Ah, mas isso não vale! Olha só o que eu trouxe... (mostra a caixinha)

Personagem A: 5 balas e 2 pirulitos?

Personagem B: (Risada) É que minha mãe não deixou eu pegar o pão e o peixe. Então pensei em bala e pirulito!

Personagem A: Mas o Personagem B, você já reparou quantas pessoas tem aqui na igreja!! Nem você repartindo em mil pedaços as balas você vai conseguir dar para todos. E o pirulito como vai fazer?? Vai repartir lambidas??

Personagem B: Para de falar bobeira Personagem A! Claro que não!! Eu vou fazer como Jesus fez, vou multiplicar?

Personagem A: Mas como?

Personagem B: Bom, vou fazer e falar como Jesus fez e falou!! Acho que vai dar certo!!

Personagem A: Então vamos ver!!

Personagem B: Ok! Deixa eu ver aqui como Jesus fez e falou!! Aqui no Evangelho diz que Jesus tomou os pães, deu graças e distribuiu-os aos que estavam sentados, tanto quanto queriam. E fez o mesmo com os peixes. Ah então é muito fácil!!!

Personagem A: Quem quer bala aí? E pirulito? Tá vendo, todos querem!! Então manda ver!!

Personagem B: Então vamos lá!!! (Levanta a cesta, olha para o cima e agradece) Senhor, eu dou graças pelas as balas e os pirulitos. Amém! E começa a distribuir! (distribui até acabar)

Personagem A: E agora? Acabou e nem eu ganhei!!

Personagem B: O que será que deu de errado? Fiz igualzinho a Jesus!!

(Entra a Catequista)

Catequista: Olá Crianças!! Tudo bem??

Personagem A: Tudo mais ou menos. (Faz cara de triste)

Personagem B: Sabe o que é Catequista, vou explicar o que está acontecendo!! A Personagem A não foi tão esperta quanto eu! Eu trouxe (repete os gestos) para repartir! Mas ela trouxe 5 balas e 2 pirulitos achando que ia fazer o milagre igual a Jesus! Aí ela não conseguiu e ficou ai toda tristinha!

Catequista: Meu Deus!! Crianças prestem atenção no que eu vou explicar!! Jesus, mais uma vez teve compaixão do povo todo que esteva lá para aprender seus ensinamentos. Então Ele realizou um milagre.

Personagem A: O que é um milagre?

Catequista: É um Dom do Espirito Santo. O milagre é uma ação do poder de Deus, é um acontecimento ou um evento sobrenatural.

Personagem A: Ah então só quem pode realizar milagres assim é quem tem esse dom?

Catequista: Exatamente!!

Personagem B: Por isso Catequista que eu trouxe (repete os gestos) para repartir!!!

Catequista: Muito lindo da sua parte!! Isso é uma obrigação nossa! Amar o próximo é uma obrigação. E é amar a todos!! Mas nós podemos realizar outro tipo de milagre.

Personagem B: Outro tipo de milagre? Esse eu quero!!

Catequista: Isso mesmo! Outro tipo de milagre na vida do irmão que mais precisa!

Personagem B: Como assim?

Catequista: Sabe aquela roupa que você não usa mais?? Ou aquele brinquedo que não brinca mais?? E sabe aquela comida, aquele mantimento... tudo isso pode ser repartido entre os irmãos que mais precisam.

Personagem A: Esse é o milagre! Dar a quem não tem?

Catequista: Muito bem, você entendeu direitinho. Para a pessoa que receberá a nossa oferta, receberá um milagre de Deus em sua vida.

Personagem B: Mas é tão difícil! Porque eu amo os meus brinquedos!!

Catequista: Olha Personagem B, está chegando seu aniversário não está?

Personagem B: Está sim, é semana que vem!!

Catequista: E você não acha que vai ganhar um montão de brinquedos?

Personagem B: Vou sim, com certeza!

Catequista: Agora pensa naquelas crianças que fazem aniversário e não ganham nem brinquedo, nem bolo, nem brigadeiro, nem salgadinho... não ganham nenhuma festa!!

Personagem B: Que triste!

Catequista: Existem muitas crianças assim, muitas que não ganham nada!! É nelas que devemos pensar em repartir nossos brinquedos! E pensar que existem famílias que não tem nem um pão para tomar café, que não comem carne porque não tem dinheiro para comparar! Devemos pensar nessas pessoas e realizar o milagre da partilha na vida delas! Vamos pedir que o Espírito Santo coloque no nosso coração a compaixão de Jesus e nos mova a partilhar o que temos com os que mais precisam!!

Personagem A e B: Queremos partilhar!

Personagem A: Personagem B, vamos lá em casa, você me ajuda a ajuntar tudo para podemos partilhar!

Personagem B: Vamos! Depois você me ajuda!!!

Catequista: Que lindo!! Muito bem!! Agora criançada, vamos fazer um combinado? Chegando da missa, escolha um ou alguns brinquedos que você não brinca mais e pede para seus pais dar a quem não tem?! Vamos realizar o milagre da partilha na vida das pessoas que mais precisam!!


Sugestão de Música



Ideia para trabalhar esse Evangelho

Esse é um Evangelho muitissimo rico para trabalharmos a compaixão no coração das crianças. Logo após contarem a história desse Evangelho, sentem as crianças em círculo.

Vamos falar primeiramente do coração de Jesus. Ele primeiramente teve compaixão e compartilhou seus ensinamentos com aquele povo que veio buscar aprender. Depois ele teve compaixão, pois o povo estava com fome.

Vamos trabalhar isso: O que é ter um coração que tem compaixão??
Compaixão é sentir o mesmo, é ter piedade, é se sentir mobilizado com as necessidades dos irmãos, é a vontade de fazer a diferença na vida daqueles que mais precisam.
Para isso, leve figuras de pessoas que precisam da nossa compaixão e vai perguntando do que essas pessoas precisam!!
Depois conduza a conversa para que eles falem o que cada um tem e podia doar para essa pessoa.

É exatamente isso que iremos incentivar. Então faça esta simples cestinha (depois coloque uma tira para fazer a alça) e entregue para cada criança.
Nessa cestinha, a criança vai escrever, desenhar, pintar (um desenho dado a ela) de coisas que ela sente no coração que pode doar!
Importante é instigar a compaixão. É instigar o ato concreto do milagre que podemos realizar na vida dos irmãos.
E abordar também a questão do amor que precisamos ter para as pessoas que mais precisam.

Dessa forma estaremos sensibilizando futuros adultos que possam fazer a diferença na vida das outras pessoas. Isso é que o mundo precisa, de compaixão uns pelos outros. E temos um maravilhoso exemplo a seguir, Jesus Cristo.


sábado, 11 de julho de 2015

Evangelho de Marcos 6, 30-34

Missa de 19 de Julho de 2015

“ENCHEU-SE DE COMPAIXÃO POR ELES”


Leituras
Primeira Leitura Jr 23,1-6
Salmo 22 / 23
Segunda Leitura Ef 2,13-18
Evangelho Mc 6, 30-34

Mensagem Principal

Estamos reunidos em torno de Jesus, o Bom Pastor, que nos conduz no caminho da felicidade. Ele se compadece de suas ovelhas a ponto de dar a sua vida por cada uma delas. Jesus é o Pastor compassivo e misericordioso, que nos conhece profundamente e nos acompanha em todos os momentos de nossa vida. Na alegria de pertencer ao seu rebanho.
O profeta denuncia os falsos pastores, que conduzem o povo para longe de Deus e anuncia que o Senhor enviará um pastor justo e sábio, que conduzirá e protegerá suas ovelhas. Essas palavras se cumprem plenamente em Jesus Cristo, um Pastor segundo o coração de Deus.
(Fonte: Folheto Nova Aliança)


Ideia de roteiro para teatro

(Personagem A entra com travesseiro, uma cadeira de praia, óculos escuro e uma mochila. Depois que ele se senta, entra o Personagem B com uma pasta, caneta e folha para escrever)

Personagem A: Oi Personagem B, tudo bem? (Fala com voz bem calma e sossegada)

Personagem B Tudo ótimo! Nossa, você está bem tranquilo?! (Começa a escrever no papel)

Personagem A: Mas o que você está escrevendo aí?

Personagem B: Estou sendo obediente a Jesus!

Personagem\A: Então você está completamente errada, porque eu é que estou sendo obediente a Jesus.

Personagem B: Claro que não!! Você está sentado aí... cadê suas anotações?

Personagem A: Que anotações?! Olha, Jesus tem um convite a nos fazer hoje. Ele fala assim: "Vinde sozinhos para um lugar deserto e descansai um pouco"! Como aqui não tem deserto, resolvi vir a Igreja, que é um lugar calmo para obedecer o Senhor.

Personagem B: Ai Personagem A, claro que não! Onde já se viu, descansar?! (Escreve novamente)

Personagem A: Mas que tanto você anota aí?

Personagem B: Então como eu entendi muito bem o Evangelho!! Estou fazendo igual aos Apóstolos!

Personagem A: Igual aos Apóstolos? Como assim?

Personagem B: Isso mesmo! Estou anotando tudo o que todo mundo está fazendo aqui no meu caderno para contar para Jesus!

Personagem A: Mas isso é muito errado!

Personagem B: Claro que não!!

Personagem A: É sim!! Isso se chama fofoca!

Personagem B: (Começa a escrever novamente)

Personagem A: Para de escrever de mim!

(Começam a discutir. A Catequista entra)

Catequista: Mas como assim?? Por que vocês estão brigando??

Personagem A: Catequista querida, você não vai acreditar!! O Personagem B está anotando tudo o que todo mundo faz para contar para Jesus! Para fazer fofoca para Jesus!

Catequista: Fofoca para Jesus?

Personagem B: Claro que não! Estou fazendo igual aos Apóstolos que contaram tudo que estava acontecendo para Jesus!! Pior é o Personagem A que está aí sentando, descansando!!

Catequista: Sentado descansando??

Personagem A: Claro! Jesus que me convidou a sentar e descansar!!

Catequista: Meu Deus! Que confusão!! Já percebi que vocês estão falando do Evangelho, não é?

Personagens A e B: Sim!!

Catequista: Bom, na verdade os dois entenderam muito errado o Evangelho!! Em primeiro lugar os apóstolos não contaram o que todo mundo estava fazendo. Eles contaram para Jesus o que eles haviam feito e ensinado!

Personagem B: Feito e ensinado?

Catequista: Exatamente! Jesus deu a linda missão de continuar sua missão de evangelizar, de espalhar o Seu amor para todos! E os apóstolos souberam muito bem realizar esta missão.

Personagem B: Agora estou entendendo!

Catequista: Jesus ficou muito feliz mesmo com a missão dos apóstolos e percebeu que eles estavam cansados. Por isso é que Ele os convidou para descansar.

Personagem A: Nossa... e eu não fiz nada para estar cansado!

Catequista: Jesus é o verdadeiro pastor, capaz de dar a vida por suas ovelhas. Tanto que quando eles chegaram, Jesus teve compaixão, sentiu um amor tão grande pela multidão que correrão a pé para encontrar com Ele. Por isso que Ele começou a ensinar muitas coisas.

Personagem A: Jesus é maravilhoso mesmo!

Catequista: Muito!! Mas através desse evangelho, Jesus nos convida a continuar sua missão de espalhar o amor de Deus! E precisamos fazer isso com as nossas atitudes!

Personagem B: Com as nossas atitudes? Como assim?

Catequista: Exatamente! Precisamos falar de Jesus para todos ao nosso redor, mas principalmente mostrar que sempre escolhemos o caminho Dele em nossas vidas!

Personagem A: E como fazemos isso?

Catequista: Com as nossas atitudes. Por exemplo: Se escolho o caminho de Jesus posso brigar com o meu irmão ou com os meus amiguinhos?

Personagens A e B: Claro que não!

Catequista: Se escolho o caminho de Jesus posso ficar com preguiça de arrumar o meu quarto? Ou desobedecer os meus pais? Ou fazer birra?

Personagens A e B: Claro que não!!

Personagem B: Deixa ver se eu entendi: Não basta falar de Jesus, das maravilhas que Ele faz em nossas vidas. É preciso mostrar, com a nossa vida, que escolhemos sempre o caminho de Jesus através das nossas escolhas, das nossas atitudes?

Catequista: Muito bem! Você entendeu direitinho!

Personagem A: Ai meu Deus... eu não arrumei meu quarto como a minha mãe pediu! E ainda mais, falei para ela que Jesus queria que eu descansasse. Aí deixei ela falando sozinha e vim para a Igreja! E agora?

Catequista: Calma Personagem A! Jesus nos chama a segui-lo. Mas Ele sabe que somos pecadores, que erramos. Então nesses casos, precisamos parar e pensar se estamos no caminho de Jesus ou se desviamos do caminho Dele.

Personagem A: Bom, eu desviei com certeza!

Catequista: Então nesse caso, devemos voltar para o caminho de Jesus! Você sabe como?

Personagem A: Posso pedir perdão para a minha mãe pela desobediência e perdão a Jesus pela preguiça de arrumar o quarto. E então devo arrumar o meu quarto!

Catequista: Muito bem!! É isso mesmo!! Agora, tem uma coisa muito importante! Quando estamos cheios do Espirito Santo, Ele nos indica o caminho de Jesus e nos faz perceber quando desviamos deste maravilhoso caminho! E mais, Ele nos dá força e coragem de mostrar o caminho para todos ao nosso redor, como os apóstolos fizeram! Vamos pedir que o Espirito Santo realize tudo isso em nosso coração!!


Sugestão de Música

Esta musiquinha demonstra a alegria de ser uma ovelhinha de Jesus! Aproveite para enfatizar que a alegria contagia e traz mais e mais amiguinhos para Jesus e lembre também o Cristão não pode NUNCA ficar parado... tem que evangelizar sempre!



Ideia para trabalhar esse Evangelho
Sentimos muito forte que nesta dinâmica precisamos trabalhar com os pequenos a imagem do pastor de ovelhas, que como nas Parábolas de Jesus, simboliza o próprio Deus, o seu colo e todo o seu amor e profundo zelo com a gente!

Que tal falar de Davi? um grande pastor, e um pastor menino... Ele será nosso exemplo!

Escolha uma imagem de um pastor de ovelhas, nós escolhemos esta aqui do site: azcolorir.com
Tente ampliá-la e fixe em uma parede da sala de catequese, senão dê um a cada criança somente...



Tem muitas outras lindas gravuras lá, você pode escolher a sua!

Não se esqueça de enfatizar as seguintes características:

- O pastor...
Carinhoso com as suas ovelhas
Conhece cada uma pelo nome
Sabe agrada-las
Sabe reprende-las também, educar no amor
Jamais abandona suas ovelhas
Se prepara para ir conduzir o rebanho (roupas, cajado, algo para chama-las, no caso de Davi a arpa)

Depois desse momento, importante chamar a atenção das crianças de quem são os pastores que elas conhecem... Exemplo: O nosso querido Papa, os Bispos, padres... mas também nossa catequista e os nossos pais.

E também do quanto podemos apontar o caminho de Jesus para todos ao nosso redor. Esse é um chamado muito importante que Jesus nos faz, chamado a evangelizar, principalmente com as nossas atitudes!!

Vamos trazer mais e mais pessoas para o caminho de Jesus!!!
Que o Espirito Santo nos inspire, nos fortaleça e nos dê coragem para cumprir esta linda missão!

sábado, 4 de julho de 2015

Evangelho de Marcos 6, 7-13

Missa de 12 de Julho de 2015

“DEUS NOS CHAMA E NOS ORIENTA PARA A MISSÃO”


Leituras
Primeira Leitura Am 7,12-15
Salmo 84 / 85
Segunda Leitura Ef 1,3-14 
Evangelho Mc 6, 7-13

Mensagem Principal

A Igreja foi constituída sobre o fundamento dos apóstolos como comunidade de fé, de esperança e de caridade. E na liturgia deste domingo acompanhamos Jesus enviando os doze apóstolos em missão. Ele transmite orientações importantes que também são fundamentais para nós; afinal, todo batizado deve ser um missionário. Os discípulos são enviados para continuar a missão de Jesus: pedir mudança radical da orientação de vida (conversão), desalienar as pessoas (libertar dos demônios), restaurar a vida humana (curas). Os discípulos devem estar livres, ter bom senso e estar conscientes de que a missão vai provocar choque com os que não querem transformações.
Assim como o profeta Amós, também nós encontramos dificuldades em nossa missão. Nesses momentos, somos chamados a pôr em Cristo a nossa esperança, ouvindo a sua Palavra e confiando em sua Providência. Que possamos falar de Jesus com coragem e simplicidade e testemunhá-lo através de nossa vida, levando aos irmãos a experiência de viver a alegria do Evangelho.
(Fonte: Folheto Nova Aliança e Rodapé da Bíblia Edição Pastoral)


Ideia de roteiro para teatro

(Personagem A entra de sandália, túnica e com uma túnica na mão procurando alguém. Encontra o Personagem B)

Personagem A: Até que enfim te encontrei!! Estava te procurando!!

Personagem B: Nossa... oi para você também!!

Personagem A: Me desculpe!! Oi... é que estou com muita pressa! Vamos?

Personagem B: Vamos para onde??

Personagem A: Ué? Você não recebeu a missão que Jesus??

Personagem B: Missão? Mas não sou padre!

Personagem A: Como assim não sou padre? Para essa missão não precisa ser padre?

Personagem B: Como não? Missão não é uma missa muito grande? E só padre pode celebrar!!

Personagem A: Claro que não!! Ai Meu Deus!! Missão é um chamado que Jesus nos faz!

Personagem B: Agora estou entendendo! E qual é a missão? Não recebi não!

Personagem A: Recebeu sim!! Se tivesse prestado atenção no Evangelho saberia! Então, Jesus nos chama para nos enviar de 2 em 2!

Personagem B: Nos enviar de 2 em 2? Como assim?

Personagem A: Então, Jesus nos envia para a missão de 2 em 2. Por isso é que eu estava te procurando! Para você ser a minha dubla na missão!

Personagem B: Ah Tá!! E para onde Jesus vai nos enviar?

Personagem A: Ah, para onde eu não sei! Só sei que temos que andar de 2 em 2, usar túnica e sandália. E não podemos levar nada nas mãos, apenas um cajado.

Personagem B: Não podemos levar nada?? Mas será que vai demorar? E não podemos levar nem um lanchinho para se der fome??

Personagem A: Não pode não. Então, pelo que entendi temos que ir na casa das pessoas e ficarmos lá. Aí comeremos o que as pessoas nos derem!

Personagem B: Ah... então devemos ir na casa das pessoas e ficar até que elas nos sirvam um lanche, um café?

Personagem A: Então Ele não fala aqui, mas acho que é isso mesmo!!

Personagem B: Que missão legal! Eu topo!!!

Personagem A: Bom, a orientação aqui é que se as pessoas não nos receberem, devemos sair sacudindo as sandálias para tirar a poeira dos pés.

Personagem B: Bom, se é um chamado de Deus, então vamos!

(Entra a Catequista)

Catequista: Oi Crianças!!

Personagem B: Que bom que você chegou, Catequista querida!!

Personagem A: Podemos ficar na sua casa?

Catequista: Claro! Mas por que?

Personagem B: Sabe o que é, estamos fazendo igual ao Evangelho de hoje. Jesus nos envia de 2 em 2 até a casa das pessoas.

Personagem A: Isso mesmo! E ficaremos lá até recebermos um lanche! É isso que vamos fazer. E estamos indo de túnica, sandália e levando apenas um cajado.

Catequista: Que lindo, estou emocionada! Dessa vez vocês entenderam direitinho o chamado de Jesus. Mas se confundiram em uns detalhes!

Personagem A: Quais detalhes?

Catequista: Assim, quando Jesus falou para só levar nada, apenas um cajado, duas túnicas e sandálias nos pés, Ele estava querendo dizer  que é para os discípulos irem com o coração sem apegos.

Personagem B: Apegos?

Catequista: Isso mesmo. Apegos as coisas. Prestem atenção: o cajado é um instrumento de trabalho do pastor. É exatamente isso que é o chamado de Jesus. Os discípulos, de 2 em 2, tinham a missão de levar a palavra de Jesus, seus ensinamentos, para mostrar o caminho de Jesus. Assim como os pastores fazem com as ovelhas.

Personagem A: Agora estou entendendo. Se os discípulos fossem livres dos apegos, eles iriam apenas com o amor de Jesus e seus ensinamentos!

Catequista: Isso mesmo! E esses apegos não são somente materiais... mas também pode ser a vergonha, o medo, a timidez! Eles saem do conforto para ir à missão de evangelizar!

Personagem B: Que lindo!! Os discípulos foram livres apenas levando o amor de Jesus?

Catequista: Muito bem! É isso mesmo! Eles chegavam até as pessoas simples e cheios do amor como Jesus. Agora, o convite que Jesus faz para nós hoje é um pouco diferente!!

Personagem A: Diferente?

Catequista: Isso mesmo! Jesus nos pede para irmos evangelizar, mas não da mesma forma que os discípulos. Hoje podemos entrar na casa das pessoas de outro jeito?

Personagem B: Como?

Catequista: Hoje temos muitos formas de evangelizar que na época dos discípulos não existiam! Hoje tempos a tecnologia que nos ajudam muito!! Podemos usar a internet, telefone para evangelizar, escrever uma cartão, fazer um cartão... E se algum amiguinho nos chamar para visitá-lo, podemos nesse momento evangelizar! Quem aceita essa missão??

Personagens A e B: Eu aceito!!

Catequista: Então vamos pedir que o Espirito Santo nos fortaleça, nos encorajem, nos capacite e nos dê sabedoria para evangelizar de todas as forças, mostrando para todos o maravilhoso amor que Jesus tem por nós!!


Sugestão de Música



Ideia para trabalhar esse Evangelho


Em mais um Evangelho lidamos com a importante missão que Jesus nos confia, que é evangelizarmos! Mas o que precisamos ter para sermos um bom evangelizador?
Precisamos ter a armadura do Cristão que nos transforma em Incríveis Cristãos!

A sugestão para trabalhar essa questão é apresentar Jesus como o nosso Maior e Melhor Herói que existe. E que Ele nos quer transformar em Heróis para que, através da nossa evangelização, possamos trazer cada vez mais e mais pessoas para viver perto Dele.
Então vamos trabalhar com a passagem que está em Efésio 6, 10-20, que fala da Armadura do Cristão.

 Primeiramente é importante trabalhar todos os poderes da Armadura do Cristão:
- Capacete da Salvação
- Couraça da Justiça
- Cinto da Verdade
- Botas da Anunciação
- Escudo da Fé
- Espada do Espirito Santo que é a Palavra de Deus

Deve ser explicado poder por poder!
E no final dizer que esta armadura nos transforma em Incríveis Cristãos, pois nos dá força, coragem, sabedoria e nos move para a missão de anunciar, de evangelizar!
Depois pode montar a todos com a armadura.
Nesta foto, muito antiga, fizemos a armadura do Cristão em um retirinho!
Depois montamos todos com os seguintes materiais:
- Capacete da Salvação: foi feito de jornal, mas pode ser feito de bexiga;
- Couraça da Justiça: Fizemos de TNT em forma de capa. Mas pode ser feito duas tiras de TNT e colocado no peito;
- Cinto da Verdade: foi feito de TNT com o V de EVA;
- Escudo da Fé: foi feito de papel panamá, é um papelão;
- Bota da Anunciação: fizemos o cano da bota de TNT preto.

Que Deus nos conceda a Armadura do Cristão para que sejamos Incríveis Evangelizadores. Assim seremos discípulos de Jesus!!!