Quem somos?

Minha foto
Somos um Ministério de Evangelização de Crianças da Diocese de São José dos Campos desde 1999. Utilizamos como recurso de evangelização o teatro. Também organizamos formações para evangelizadores e catequistas. Estamos sempre a disposição! Precisando é só mandar um mail para cantinhodanjos@gmail.com Vamos levar nossas crianças para Jesus!!

segunda-feira, 30 de março de 2015

Evangelho de João 20,1-9

Missa de 5 de Abril de 2015

DOMINGO DA PÁSCOA DO SENHOR: RESSURREIÇÃO DE JESUS 

ESTE É O DIA QUE O SENHOR FEZ PARA NÓS!





Leituras
Primeira Leitura At 10,34a.37-43
Salmo 117 / 118
Segunda Leitura Cl 3,1-4
Evangelho Jo 20,1-9





Mensagem Principal

A fé na ressurreição tem dois aspectos. O primeiro é negativo: Jesus não está morto. Ele não é falecido ilustre, ao qual se deve construir um monumento. O sepulcro vazio mostra que Jesus não ficou prisioneiro da morte. O segundo aspecto da ressurreição é positivo: Jesus está vivo, e o discípulo que o ama intui essa realidade.
Cristo ressuscitou verdadeiramente! No Senhor vivo e ressuscitado, toda a nossa existência adquire um novo sentido, pois n’Ele está contido o manancial da esperança. A ressurreição de Cristo é a razão da nossa fé e a certeza da nossa vitória.


Ideia de roteiro para teatro

Personagem A: Ai gente, eu estou tão, tão, tão feliz.... Finalmente chegou a páscoa e eu vou poder comer meus ovinhos de páscoa!! Eu ganhei um branco, um preto, um com surpresas dentro... que máximo!!
Personagem B: Mas você sabe que isso não é o mais importante, não sabe?
Personagem C: Mas claro que não é... o mais importante é o coelhinho da Páscoa! Sabe, hoje mesmo eu tratei muito bem dos coelhinhos lá da roça... mas sabe, fiquei com uma dúvida? Qual será o coelhinho da Páscoa?
Personagem B: Ai gente... não tem nada haver o que vocês estão falando!! A Páscoa é...
Personagem A: O ovo....
Personagem C: Não. É o coelhinho! Nossa, eu vou conhecer finalmente o coelhinho da Páscoa! Olha lá... o coelhinho está entrando!
Personagem B: Que Coelhinho da Páscoa que nada!! É a....
Personagem A: Personagem D! Mas me conta uma coisa.. pq você está fantasiada de coelho?
Personagem D: Vou falar! Que dia que é hoje?
Personagem C: Dia 5 de abril!
Personagem D: Não, dia do mês?
Personagem A: Domingo!
Personagem D: Não! Dia de festas?
Personagem B: É a páscoa!!
Personagem D: Isso mesmo! E nós comemoramos o nascimento dos filhotinhos do coelhinho da páscoa! Que nunca nasce, pq comemos os ovinhos que são de chocolate!! Pq vocês não estão vestidos de coelho em homenagem a ele?
Personagem B: Ma páscoa não significa isso!!
Personagem D: Ah não? E significa o que?
(Começa uma discussão)
Personagem  B: Eu já sei! Já que vocês não querem me escutar! Eu vou chamar a nossa catequista.
Catequista: Olá crianças! O que está acontecendo? Por que você me chamou Personagem B?
(Personagem B conta)
Catequista: Vou explicar para vocês! A Páscoa não quer dizer nada disso que vocês falaram! A Páscoa é a data que comemoramos a Ressurreição de Jesus!
Personagem B : É verdade! Ressurreição é à volta a vida de Jesus!
Personagem D: Volta à vida? Então quer dizer que Jesus havia morrido?
Catequista: Isso mesmo!
(Personagem D começa a chorar)
Personagem D: Quando foi que ele morreu! Ai que tristeza!! Nossa eu nem fiquei sabendo!! Tadinho, um homem tão bom! Nosso amigo para todas as horas!!
Personagem C: Ritinha, Jesus foi crucificado, ali na cruz!! Lembra, que ele fez por amor a nós?
Personagem D: É mesmo! Eu me lembro que na catequese foi falado isso! Que Jesus nos ama tanto, tanto que morreu na cruz para nos salvar! Verdade!!
Catequista: Isso mesmo! Jesus fez por amor a nós! E depois da sua morte, passaram 3 dias e Jesus ressuscitou, ele voltou à vida! 
Personagem B: Isso é a Páscoa! E sabe de uma coisa... não é verdade Catequista que Jesus morreu e abriu as portas do céu para nós? 
Catequista: Isso mesmo! Temos as portas do céu abertas para nós...
Personagem D: Mas uma coisa eu não entendi? Pq então que tem os coelhos da Páscoa? E pq eles botam ovos de chocolate? E onde ficam os coelhinhos que iam nascer? Pq todas as vezes que abro o ovo de páscoa, sempre tem lembrancinha ao invés de coelho?
Catequista: O ovo representa vida nova! Na ressurreição de Jesus, ele veio nos trazer vida nova!
Personagem B: E o coelho representa muitas vidas novas, pq os coelhos dão a luz a vários coelhinhos ao mesmo tempo!
Personagem A : E o ovo de chocolate representa que o coelho come muito chocolate. Ai ele bota ovo de chocolate!
Catequista: Claro que não!! O ovo é de chocolate para podermos comer! E na troca dos ovos estamos desejando uns aos outros que tenhamos uma nova vida!
Personagem D: Ah, agora eu entendi! Vou até tirar essa orelhinha minha e o meu pompom....
Personagem C: Ah, eu até me lembrei de uma musiquinha! Vamos cantar muito bonito para festejarmos a Ressurreição de Jesus!!
Personagem A: Vamos sim! Jesus está vivo e presente no meio de nós!!


Sugestão de Música



Ideia para trabalhar esse Evangelho


Este é um encontro muitíssimo importante e riquíssimo de conteúdo! A sugestão para esse encontro é começar com a vivência da última ceia, pois haverão crianças que não participaram da semana santa!

Vamos viver a última ceia com as crianças? Preparem esta ceia um um pão, suco de uva e jarro com água. O mais importante é vivenciar esse momento. Então vai contando e vai vivendo o momento com as crianças.

Para a Via Sacra, a sugestão é fazer cartazes com as estações. Em cada estação, fazer a contemplação e uma oração! Os amiguinhos de Deus fizeram as estações da via sacra.












Esta é uma figura para contar de que modo Jesus Ressuscitou!
As crianças podem levar para a casa!








É importante, nesse encontro, falar também dos símbolos da Páscoa. As crianças esperam encontrar o coelhinho com os ovinhos. Precisamos explicar o porque o coelhinho e ovos são símbolos da Páscoa.


















E de lembrancinha pode ser o jogo da memória dos símbolos da páscoa!!
















Nós do Cantinho dos Anjos desejamos a todos uma abençoada semana santa e uma feliz Páscoa!!!



terça-feira, 24 de março de 2015

Evangelho de Marcos 11, 1-10

Missa de 29 de Março de 2015

DOMINGO DE RAMOS DA PAIXÃO DO SENHOR
"JESUS É O NOSSO REI, E O AMOR É A SUA LEI"



Leituras
Primeira Leitura Is 50, 4-7
Salmo 21/22
Segunda Leitura Fl 2,6-11
Evangelho Mc 11, 1-10






Mensagem Principal


A celebração do domingo de ramos tem grande importância para a nossa fé, ela abre a Semana Santa. Os acontecimentos que, nesta semana, vamos celebrar garantem-nos que o caminho do dom da vida não é um caminho de “perdedores” e fracassados: o caminho do dom da vida conduz ao sepulcro vazio da manhã de Páscoa, à ressurreição. Jesus é o vencedor da morte, por isso o seguimos. Morrendo na cruz destruiu a morte e deu-nos a vida. Por isso levamos os ramos nas mãos que simbolizam a vitória. O vencedor, nas competições esportivas da antiguidade, recebia a palma da vitória. Ao levarmos os ramos sinalizamos que seguimos um vencedor e não um derrotado. Venceu pela força mais poderosa que existe: o amor. Jesus é o rei do amor, amor que é a força misteriosa, o dinamismo mais poderoso que existe porque vence a morte. A morte não tem poder sobre quem ama, assim como não teve poder sobre Jesus, que resussitou glorioso.

Ideia de roteiro para teatro

Personagem A: Hosana, Hosana ao Rei...(entra cantarolando)
Personagem B: Que alegria você cantando a musica do domingo de ramos?
Personagem A: Sim, como você adivinhou?
Personagem B: Ah eu me lembro das missas, todo ano eu vou... gosto muito deste dia!
Personagem A: É eu também... você podia me ajudar, estou em uma missão importante!
Personagem B: Sim, sim... eu adoro ajudar! Pode pedir...
Personagem A: Eu estou procurando uns ramos, minha catequista pediu... ela me pediu porque sabe que sou muito esperto, tenho muitos contatos, sabe
Personagem B: Ah sei... então você nem precisa de ajuda né?
Personagem A: Ah na verdade não, mas aceito sua ajuda. Afinal, são muitos ramos e você me ajuda a trazer! Topa?
Personagem B: Tá bom, eu topo!
Personagem A: Mas na verdade a missão mais importante é achar um jumentinho! Você sabe onde tem?
Personagem B: Nossa, eu não sei... que difícil!
Personagem A: Mas temos que achar, senão minha entrada no teatrinho da catequese não vai ter graça eu prometi para a catequista que traria os ramos, mas só se ela me deixasse ser Jesus!
Personagem B: Ah mas você pode fingir que tá num jumentinho, pega um cabo de vassoura... que acha? vou lá em casa pedir para minha mãe, peraí!
Personagem A: Tá maluco! Claro que não, vamos procurar o jumentinho. É a minha grande chance de imitar bem Jesus, a catequista vive falando de imitar Jesus... preciso fazer direito....
Personagem B: Nossa, mas moramos na cidade e não na roça... nunca vamos achar!
Personagem A: Ah não fale assim! E se o moço que Jesus pediu para buscar o Jumentinho pensasse assim? Estaríamos perdidos! Nunca teríamos nos salvado!
Personagem B: Eu não acho isso... Jesus ia dar um jeito e entrar, ele sim era muito esperto!
Personagem A: É mesmo, você não é nada esperto... e eu não quero mais sua ajuda! Tchauzinho!
chega a catequista
Catequista: Crianças vocês estão brigando?
Personagem B: Este maluco quer procurar um jumentinho, não vamos achar tia!
Personagem A: Ah não acredito que além de não me ajudar vocês estragou a minha grande surpresa no teatro da catequese! Agora acabou nossa amizade mesmo!
Catequista: Não, não... não faça isso. Que grande imitador de Jesus você quer ser assim brigando com o seu amigo!
Personagem A: Ah estou chateado!
Personagem B: Eu também estou!
Catequista: Não fiquem, por favor! Temos que lembrar do domingo de ramos com grande alegria! Jesus quando chegou lá já tinha no coração tudo que aconteceria, já sabia que morreria na cruz por nós!
Personagem B: È mesmo, tia?
Catequista: Sim, já sabia... entrou montado num jumentinho, muito simples, nada de honrarias de Rei, mas ele sim é Rei, quis nos mostrar que seu Reino não era para as riquezas da terra, mas do coração, e foi isso que ele nos pediu sempre: Amor ao irmão!
Personagem A: Ah amigo, desculpa...acho que eu não fui um bom imitador de Jesus!
Personagem B: Eu desculpo sim...
Catequista: Que bom! Jesus se alegra com isso! Não podemos perder tempo com brigas e nada que nos distancie de Deus!
Precisamos mostrar para as pessoas que ainda não conhecem Jesus o quão grande é o amor de Deus por nós! E neste domingo é uma boa oportunidade crianças, não deixe ela passar!
Quem é o Rei da vida de vocês?
Personagem A e B: Jesus!

Sugestão de Música



Ideia para trabalhar esse Evangelho

No dia que receberam Jesus e o saudaram com os ramos muitos colocaram suas vestes, suas roupas no chão, fazendo um caminho lindo para Jesus passar, sabia?

Pois é, foi assim! Muito bonita esta ação. Muitas crianças não sabem disto!

Então que tal além de trazer alguns ramos para contar a historia do evangelho de hoje confeccionar com as crianças uma camiseta de TNT e decora-la com tudo que gostaria de dizer a Jesus recriando este momento tão lindo da passagem dele pelo povo, vamos? Vai ser demais!

Pode ter coração, a cruz, palavras de amor, a pomba do Espirito Santo e mãozinhas desenhadas... várias coisas... Jesus vai amar!

Recorte o molde da camiseta no TNT e deixe que Deus inspire o coração dos pequenos para que eles criem e decorem a "camiseta".

Feito isto, relembre o ato de grande admiração, respeito e amor do povo a Jesus e estendam as camisetas decoradas no chão, fazendo um lindo caminho.

Depois uma criança imitando Jesus pode passar no jumentinho (faça estilizada uma carinha num cabo de vassoura) e as outras acenam os ramos enquanto cantamos a musiquinha.

Molde de camiseta para recortar no TNT:





Aqui tem uma carinha de Jumentinho, recortem e colem no cabo da vassoura.









terça-feira, 17 de março de 2015

Evangelho de João 12, 20-33

Missa de 22 de Março de 2015

5º DOMINGO DA QUARESMA
"SE O GRÃO DE TRIGO, LANÇADO À TERRA, MORRER, DARÁ MUITO FRUTO"



Leituras
Primeira Leitura Jr 31,31-34
Salmo 50 / 51
Segunda Leitura Hb 5,7-9
Evangelho Jo 12, 20-33






Mensagem Principal


"Se o grão de trigo não cair na terra e morre, fica só; mas se morre, dá muito fruto". O grão de trigo é, antes de tudo, o Próprio Jesus. Como um grão de trigo, Ele caiu em terra em sua paixão e morte, reapareceu e deu fruto com sua ressurreição. O fruto que Ele deu é a Igreja que nasceu de sua morte. O fruto é toda a humanidade, porque Ele morreu por todos nós.
O que fez Ele para “produzir muito fruto”? Compartilhou todo o nosso modo de ser. Assumiu sobre si os nossos sofrimentos. Conosco, Ele se fez trevas, melancolia, cansaço, contraste… Experimentou a traição, a solidão, a orfandade… Numa palavra: Ele “se fez um” conosco, carregando tudo aquilo que para nós era um peso.
Assim devemos fazer também nós. Enamorados deste Deus que se faz nosso “próximo”, temos um modo para demonstrar-lhe a nossa imensa gratidão pelo seu infinito amor: viver como Ele viveu. E a nossa chance está em nos tornarmos “próximos” de quem passa ao nosso lado na vida, estando dispostos a “nos fazermos um” com ele, a abraçar a dor de uma divisão, a partilhar um sofrimento, a resolver um problema, com um amor concreto que sabe servir.
Jesus no abandono se doou completamente. Na espiritualidade centralizada Nele, Jesus Ressuscitado deve resplandecer plenamente e a alegria deve testemunhar que isso é verdade.


Ideia de roteiro para teatro

Personagem A entra com cadernos na mão. E encontra personagem B.
Personagem A: Que bom que você chegou Personagem B. Estava mesmo te esperando.
Personagem B: Sério? Você estava me esperando?
Personagem A: Claro!! Estou organizando a minha turma da catequese. Você quer ser meu catequizando?
Personagem B: Como assim turma? Catequizando?
Personagem A: É que eu entendi tudo sobre o evangelho de hoje e vou assumir o lugar da nossa catequista e ensinar. Você quer aprender?
Personagem B: Acho que não obrigado!!
Personagem A: Como assim? Não quer aprender?
Personagem B: É que todas as vezes que você resolve ensinar, ensina tudo errado! Acho que vou esperar nossa catequista chegar mesmo!
Personagem A: Poxa vida! É sério! Hoje vou ensinar tudo certinho!
Personagem B: Então está bem!!! Serei seu catequizando!!
Personagem A: Legal! Então senta aí que a catequese vai começar! Olá Turma!!
Personagem B: Que turma... só tem eu aqui!!
Personagem A: Claro que não! Olha só quantas crianças tem aqui?
Personagem B: Verdade!! Desculpe! Continua.
Personagem A: Bom, hoje vamos aprender sobre um evangelho muito importante que nos ensina a agradar muito Jesus!
Personagem B: Sério? Como podemos agradar Jesus?
Personagem A: Jesus gosta muito do fruto do trigo. Então nós devemos plantar o trigo, matar o trigo para que ele produza o fruto. Ai entregaremos para Jesus!
Personagem B: Como assim?? Nem sabia que o trigo dava fruto!!
Personagem A: Dá sim. E Jesus gosta muito! Ele falou no Evangelho de hoje sobre o trigo produzir o fruto.
Personagem B: Então qual seria o fruto do trigo?
Personagem A: Bom, acho que é trigonana ou triguva ou trigomão!!
Personagem B: Ah tá... você pegou o fim da banana, da uva e do mamão para colocar na palavra trigo!
Personagem A: Não sei qual é o fruto! Mas foi o próprio Jesus que falou! Então devemos obedecer!!
(Entra a Catequista)
Catequista: Oi Gente!
Personagem B: Ainda bem que você chegou Catequista!! Não imagina a confusão que o Personagem A está fazendo! (Conta para a Catequista)
Catequista: Olha vou explicar o que devemos aprender nesse evangelho. Este é um momento muito importante para Jesus. Ele estava explicando que Ele iria morrer por amor a cada um de nós.
Personagem A: Como assim? O que a morte de Jesus tem haver com o trigo?
Catequista: Jesus usou um exemplo para explicar. Assim como o trigo preciso morrer para dar fruto, que fruto e não fruta, Jesus também precisou morrer para nos salvar. Nesta história, o grão de trigo é Jesus e o fruto é a nossa salvação.
Personagem B: Meu Deus! Agora estou entendendo!! Então se devemos seguir Jesus, se devemos lutar para ter uma vida perto Dele, também nós devemos produzir fruto?
Catequista: Exatamente. Você entendeu direitinho! Ele falou que quem o seguir estará onde Ele estará! Então se seguirmos Jesus, se imitarmos Jesus, iremos para onde Ele está, no céu.
Personagem A: E como fazemos para produzir frutos?
Catequista: Precisamos romper com o pecado e imitar Jesus em tudo, principalmente no amor! Amar como Jesus amou! Assim seremos mais parecidos com Ele e traremos mais pessoas para perto de Deus.

Sugestão de Música



Ideia para trabalhar esse Evangelho


Vamos usar esse versículo de apoio: "Se o grão de trigo não cair na terra e morre, fica só; mas se morre, dá muito fruto".

Após explicar sobre o Evangelho, pergunte às crianças quem quer aprender a dar fruto como Jesus?.

Então mostre esta primeira imagem:
Grow Wheatgrass at Home Step 4.jpg
Nesta imagem, a pessoa que está preparando a terra para plantar o trigo.
Esta terra é o nosso coração. Ele precisa estar preparado para produzir fruto.
E como preparamos nosso coração?
Através da oração, da missa, da catequese... tudo isso vem preparar nosso coração. Mas tem uma coisa que é muito importante. Para ter o coração preparado, é preciso colocar em prática tudo o que aprendermos. Aí sim a terra do nosso coração estará pronta para receber a semente.

Grow Wheatgrass at Home Step 5.jpg
 Nesta segunda imagem, estamos vendo a pessoa espalhar o trigo pela terra e regar.
O trigo que será espalhado em nosso coração é todo o ensinamento de Jesus. É a Palavra do Senhor.
E a água que está regando a terra é a água do Espirito Santo. É através do Espírito Santo é que conseguiremos produzir os frutos como Jesus.




Grow Wheatgrass at Home Step 6.jpg
A semente deve ser mantida úmida. No nosso coração é o mesmo. Devemos mandar a terra e a semente no nosso coração sempre úmido pela ação do Espírito Santo.
Nesse momento a semente vai romper com a casca, vai criar raiz e produzir o fruto. Assim como a semente, nós também precisamos romper com o pecado, com tudo que nos afasta do amor de Deus, para que nossas raízes estejam firmes em Jesus e assim produzirmos os frutos.


Grow Wheatgrass at Home Step 7.jpg
Deve mantar sempre a luz do sol. A Luz do Sol representa o amor de Deus por nós. Se estamos no amor de Deus, se conseguimos amar a todos ao nosso redor, conseguiremos produzir frutos.
Por isso é importante imitar Jesus, principalmente no jeito de amar. Jesus não amou só quem gostou dele ou que ele gostou! Jesus amou a todos.


Imagem:Grow Wheatgrass at Home Step 9.jpg



E será Deus que irá colher os frutos que iremos produzir.

Por isso, precisamos estar em Deus imitando a Jesus!!







segunda-feira, 9 de março de 2015

Evangelho João 3,14-21

Missa de 15 de Março de 2015

www.amiguinhosdedeus.com
4º DOMINGO DA QUARESMA

DEUS AMOU TANTO O MUNDO
QUE DEU O SEU FILHO UNIGÊNITO




Leituras
Primeira Leitura 2Cr 36,14-16.19-23
Salmo 136 / 137
Segunda Leitura Ef 2,4-10
Evangelho Jo 3,14-21






Mensagem Principal

Num mundo como o nosso, epidermicamente roído por mil poluições de toda ordem, distorções e profanações incontáveis, só o Cristo, colocado diante da humanidade, poderá acordá-la para os verdadeiros valores. 
(Fonte: Nova Aliança - Diocese de São José dos Campos)
A grande novidade que Deus tem para os homens está em Jesus, que vai revelar na cruz a vida nova. Aí ele demonstra o maior ato de amor: a doação de sua própria vida em favor dos homens. Deus não quer que os homens se percam, nem sente prazer em condená-los. Ele manifesta todo o seu amor através de Jesus, para salvar e dar a vida a todos. Mas a presença de Jesus é incômoda, pois coloca o mundo dos homens em julgamento, provocando divisão e conflito, e exigindo decisão. De um lado, os que acreditam em Jesus e vivem o amor, continuando a palavra e a ação dele em favor da vida. De outro lado, os que não acreditam nele e não vivem o amor, mas permanecem fechados em seus próprios interesses e egoísmo, que geram opressão e exploração; por isso estes sempre escondem suas verdadeiras intenções: não se aproximam da luz.
(Fonte: Rodapé da Bíblia Sagrada - Edição Pastoral)


Ideia de roteiro para teatro

Personagem A: Eu quero construir uma cruz bem pesada!
Personagem B: É mesmo? igual a de Jesus?
Personagem A: Na verdade vou tentar fazer mais pesada ainda que a dele!
Personagem B: Nossa! Será que consegue? Mas, por que tão, tão pesada?
Personagem A: Eu ouvi minha mãe e minha avó conversando que a cruz foi a grande prova de amor de Deus por nós.
Personagem B: É sim, a nossa catequista já falou isso lembra?
Personagem A: Lembro sim, por isso que quero fazer a cruz novamente... ai vou comer muito, entrar numa academia, virar um atleta, muito, muito forte e vou levantar esta cruz igual Jesus!
Personagem B: Nossa! Mais é muito pesada e somos só crianças!
Personagem A: Sabe amigo, minha vó disse que Jesus foi muito corajoso e morreu pra livrar todo mundo de todos os pecados... Mas o pecado não acabou, porque continuamos fazendo pecado... ai, ai... Aí minha vó disse! Esse mundo tá perdido... Jesus precisa voltar!
Personagem B: Sim, sim... sabemos disso, mas a sua ideia então é ajudar Jesus a salvar o mundo? Com todo o amor da Cruz?
Personagem A: Então esta parte do muito, muito amor pra levar a cruz que eu não descobri ainda!
Personagem B: Ah num sei... somos meninos... acho que a gente devia perguntar para uma menina, elas são mais românticas... podem ajudar com esta historia de amor...
Personagem A: Ahh só pode... mas peraí... será que vou ter que morrer na cruz?
Personagem B: Vixi será?
Catequista: Olá meninos, então vocês estão falando do amor de Deus por nós na Cruz de Jesus?
Personagem A e B: Isso, mas queríamos ajudar sem morrer!
Catequista: Ah sim, a missão da morte de cruz foi de Jesus... só Ele seria forte o bastante... mais ninguém... O que Deus pede pra gente é o amor é querer viver e fazer o bem e fazer de tudo para que as pessoas conheçam o grande amor de Deus por nós, que nos deu seu único filho...
Personagem A: Então, nem preciso fazer a cruz? é só fazer coisas boas e mostrar que Jesus me ensinou a ser um bom menino? obedecer, ajudar, ser bonzinho... isso?
Catequista: Isso mesmo! Deus não quer que a gente se esqueça da cruz, quer a lembrança de amor... do maior amor!
Personagem B: E foi mesmo né... muita coragem e muito, muito amor! Deus acredita muito que podemos conseguir... temos que conseguir!
Personagem A: Isso aí... Eu vou continuar e fazer a cruz que falei, mas não vai precisar ser tão, tão pesada, ela só vai me ajudar a mostrar que eu conheço a historia do amor de Deus e que mostrar este amor tão grandão pra quem não conhece ainda!
Personagem B: Eu te ajudo, amigo! Vamos contar pra todo mundo o quanto Deus ama a gente!

Sugestão de Música

Esta musiquinha misturada com historinha e oração vai nos ajudar a fixar o grande amor de Deus por nós!



Ideia para trabalhar esse Evangelho
 
Você já parou para pensar desde a cruz de Jesus quantas outras provas de amor Deus nos dá todos os dias? Muitas não é?

Vida, saúde, alimento, escola, família.... que mais... acho que dá para encher este varal, não?
Então mãos a obra... Vamos recordar todo o amor Dele por nós!
Vamos conversando e escrevendo nos corações, um varal de cruz de amor!



E nesta gravura uma linda lembrança para nunca mais esquecer que a Cruz é amor:




terça-feira, 3 de março de 2015

Evangelho de João 2, 13-25

Missa de 08 de Março de 2015

3º DOMINGO DA QUARESMA

JESUS EXPULSA OS COMERCIANTES
E PROMETE CONSTRUIR O TEMPLO EM APENAS TRÊS DIAS


Leituras
Primeira Leitura Ex 20, 1-17
Salmo 18 / 19b
Segunda Leitura 1Cor 1, 22-25  
Evangelho Jo 2, 13-25





Mensagem Principal

Para os judeus, o Templo era o lugar privilegiado de encontro com Deus. Aí se colocavam as ofertas e sacrifícios levados pelos judeus do mundo inteiro, e formavam verdadeiro tesouro, administrado pelos sacerdotes. A casa de oração se tornara lugar de comércio e poder, disfarçados em culto piedoso.
Expulsando os comerciantes, Jesus denuncia a opressão e a exploração dos pobres pelas autoridades religiosas. Predizendo a ruína do Templo, ele mostra que essa instituição religiosa já caducou. Doravante, o verdadeiro Templo é o corpo de Jesus, que morre e ressuscita. Deus não quer habitar em edifícios, mas no próprio homem. (Fonte: Rodapé da Bíblia Sagrada - Edição Pastoral)
Refletindo na CF deste ano a relação da Igreja com a sociedade na qual estamos inseridos. O Homem-Templo, onde Deus mora, é a grande ideia que o homem de hoje perdeu. Quão importante recordar aos homens de hoje a dignidade, nascida da realidade de Deus, não de um Deus distante, isolado no seu céu, mas um Deus presente, morando em cada um, fundamentando o respeito que devo a mim mesmo e o respeito que devo ao outro. Iniciemos a celebração cantando.
As leituras de hoje nos levam à constatação de que a finalidade da Aliança é regular os relacionamentos entre o homem e Deus e do homem com o outro homem. (Fonte: Nova Aliança, Diocese de São José dos Campos)


Ideia de roteiro para teatro

(Personagem A entra com ferramentas nas mãos e cumprimenta a todos. Logo encontra Personagem B)
Personagem A: Oi todo mundo!!! Oi Personagem B, tudo bem?
Personagem B: Oi!!! Tudo bem pergunto para você. O que você está fazendo com essas ferramentas nas mãos?
Personagem A: Pelo visto só eu que prestei atenção no Evangelho. Jesus fez uma promessa impossível de acontecer! E fiquei muito preocupado! Então resolvi ajudar?
Personagem B: Olha, em primeiro lugar, eu prestei sim atenção!! Agora não percebi a promessa impossível de Jesus. Qual é?
Personagem A: Lembra que a nossa catequista nos ensinou que o Templo é a Igreja?
Personagem B: Lembro sim!
Personagem A: Então!!! Jesus disse que construiria o templo em 3 dias! Você acha que sozinho Ele conseguirá??
Personagem B: Verdade! Imagina... qualquer obra demora muito!! Primeiro o Arquiteto e o Engenheiro desenha a Igreja, depois o padre vai às compras para trazer o material. Só aí começa a construção! Demora muito mais que 3 dias!!! Realmente Jesus prometeu algo impossível! Precisamos ajudá-lo!
Personagem A: Isso mesmo! Quem mais quer ajudar Jesus nessa super construção??
Personagem B: Agora, por onde começamos?
Personagem A: Não faço a menor ideia! Bom, esta igreja que estamos já está construída! Será que é para ir onde não tem Igreja?
Personagem B: O que acha de perguntarmos para a(o) nossa(o) Catequista??
Catequista: Oi Crianças, vocês me chamaram! Em que eu posso ajudar?
(Cochicham no ouvido da catequista para não precisar repetir tudo)
Personagem A: Então, onde devemos começar ajudar Jesus na construção??
Personagem B: Porque todos que estão aqui na Igreja decidiram ajudar também!
Catequista: Calma que eu vou explicar!! Quando Jesus fez essa promessa ele estava muito bravo, com muita raiva!
Personagem A: Bravo e com raiva? Nossa Jesus já ficou bravo e com raiva?
Catequista: Sim. O Templo, a Igreja é um lugar sagrado, onde devemos cuidar, zelar, silenciar e rezar. Não é lugar para ficar fazendo comércio. E o comércio que eles estavam fazendo parecia uma feira onde os vendedores ficavam falando dos seus produtos!
Personagem B: Nossa, que bagunça deveria estar lá?!
Catequista: Isso mesmo, uma verdadeira bagunça! Quando Jesus viu o que eles estavam fazendo, Ele ficou muito bravo, pegou um chicote e começou a expulsar todos de lá. Ele quis nos ensinar como devemos cuidar, zelar do Templo, da Igreja.
Personagem A: E os comerciantes?
Catequista: Eles ficaram bravos com Jesus! Quem era essa homem que tem o poder de nos expulsar? Isso que eles devem ter pensado!! E eles pediram um sinal da atitude de Jesus. Foi então que Jesus disse que se destruíssem o Templo Ele construiria outro em 3 dias.
Personagem A: Pois então! Que maluco Jesus prometer isso! Os discípulos falaram que demorou 46 anos para que o Templo fosse construído! Como então que Jesus construiria em 3 dias?
Catequista: Ai que está o grande ensinamento de Jesus. Ele estava falando do Templo que é seu corpo. Ele estava dizendo nesse momento que iria ser crucificado e depois de 3 dias ele vai ressuscitar! Por isso ele disse que é capaz de construir o Templo, que é seu corpo, em 3 dias. Agora vocês lembram que eu sempre falo na catequese que somos Templos do Senhor, que Deus mora em nosso coração?
Personagem B: Lembro sim! O Nosso Coração é a Casinha de Jesus.
Catequista: Muito bem!! E no Evangelho de hoje Jesus nos ensina que devemos zelar, cuidar do Templo que é o nosso coração! Devemos expulsar como Jesus tudo de ruim, todo o mal. E devemos permitir a entrada de Jesus.
Personagem A: Então devemos cuidar do nosso coração? Devemos deixar nosso coração sempre limpinho, arrumadinho, pois é a Casa de Jesus?
Catequista: Parabéns, você aprendeu direitinho! E deixamos o nosso coração limpinho ficando longe do pecado, deixarmos arrumadinho todas as vezes que oramos, que vamos a missa, que vamos a catequese. E principalmente deixamos o nosso coração bonito para Jesus todas as vezes que vivemos o que Ele mesmo nos ensina!


Sugestão de Música





Ideia para trabalhar esse Evangelho

Depois da explicação do Evangelho, é preciso trabalhar duas questões importantes: o zelo pelo Templo do Senhor e que o nosso coração é a sua morada.

Então a sugestão é fazer essa casinha! Ela foi feita de EVA grosso e fica em pé com alfinetes. 
As paredes são brancas para lembrar que o nosso coração precisa estar cheio do Espírito santo. 
E a base / alicerce é vermelho, pois devemos construir nossa casa sobre a rocha que é Jesus.
O teto, a porta e a janela é amarelo pois debaixo do amor de Deus que devemos permanecer. 
Assim o pecado, que é a chaminé preta, não encontra abertura para entrar.


Esta casinha representa o nosso coração. Precisamos estar cheios do Espírito Santo, construindo nossa vida em Jesus Cristo, debaixo do amor de Deus e longe do Pecado.
Assim nosso coração se transforma na Casinha onde Jesus fará sua morada. Nessa hora, tira o teto da casinha e mostra que Ele mora dentro desta casinha, tirando uma imagem de Jesus.



Nesse Evangelho, Jesus nos ensina que devemos zelar, cuidar do Templo. Assim como ele cuidou expulsando os comerciantes, nós também devemos expulsar o mal da nossa vida.


O que precisamos para que a casinha do nosso coração esteja pronta para receber Jesus? O que precisamos ter dentro da casinha e o que precisamos deixar fora!

Entregue esse desenho para as crianças e peçam para que elas escrevam palavas dentro da casinha de tudo que seu coração precisa ter e do lado de fora tudo o que não podemos deixar entrar.

Jesus, nos ensine a cuidar dos nossos corações! Cheios do Espirito Santo, saibamos zelar para que o nosso coração seja Templo do Senhor.